Ações da Seduct incentivam a pesquisa, tecnologia e a ciência


Algumas ações implantadas pela Prefeitura de Campos estão garantindo o incentivo à pesquisa, tecnologia e ciência na rede municipal de ensino. São várias frentes de trabalho, segundo o secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres.


Uma delas é o Programa Mais Ciência na Escola, que está com edital aberto até dia 27 de março. Trata-se de um processo de seleção de projetos de pesquisa de professores da rede municipal e seleção de estudantes bolsistas de iniciação científica júnior. “Poderão ser concedidas até 120 bolsas nas categorias de ICJr, 40 bolsas de apoio científico e tecnológico para o professor orientador e 40 taxas de bancada, para projetos desenvolvidos nas temáticas apresentadas no edital”, explicou Marcelo.


O valor da bolsa de ICJr pago ao estudante será de R$ 160,00 mensais e da bolsa de apoio científico e tecnológico paga ao professor orientador será de R$ 300,00 mensais, enquanto a taxa de bancada ao professor orientador terá o valor de R$ 1.000,00 pagos em duas parcelas de R$ 500,00.


A outra ação está relacionada ao edital de chamamento público para seleção de projetos de empreendedores com perfil inovador para participarem do Programa Municipal de Apoio a Startups. O programa visa apoiar a incubação de empresas na Tec Campos Incubadora, parceira da Secretaria, com oferta de até 30 bolsas de desenvolvimento tecnológico no valor de R$ 1.100,00.


Além disso, a Seduct está adquirindo 120 kits de laboratórios de Matemática e Ciências que será destinado a 84 unidades que ofertam ensino fundamental anos iniciais, e a 36 unidades que ofertam ensino fundamental anos finais. Também está adquirindo mais 166 Kits de robótica destinados a 46 unidades que ofertam educação infantil; 84 unidades que ofertam ensino fundamental anos iniciais e a 36 unidades que ofertam ensino fundamental anos finais, a fim de implantar o Projeto LaBMais.


O Projeto Estação Educação também merece destaque e contará com 12 salas-estúdio preparadas com câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, para que professores escolhidos por meio de um processo seletivo, apresentem conteúdos previstos para cada semana de aula, por meio de “estações”, separadas por níveis educacionais.


“Estamos, ainda, adquirindo novos computadores para as escolas e chromebooks para os professores. Também criamos o site e o canal no Youtube do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), para compartilhamento de conteúdos pedagógicos, trabalhos e experiências exitosas dos nossos professores, estamos fechando dezenas de parcerias com as universidades, entre outras medidas”, disse.

5 visualizações