Abertura da Semana de Incentivo à Doação de Sangue com serviços à população



Mãe de uma aluna do Ciep Wilson Batista, em Guarus, a depiladora Daniele Rosa começou o dia doando sangue pela primeira vez. Assim como Daniele, a professora Cláudia Almeida também aproveitou o ônibus do Hemocentro Regional de Campos, estacionado em frente à unidade escolar, para fazer sua doação. As duas foram estimuladas pela Semana de Incentivo à Doação de Sangue, implantada nesta terça-feira (14) na rede municipal de ensino, data em que se comemora o Dia Mundial do Doador de sangue. Além do incentivo à doação, a ação também contou com concurso de desenho para criação do logotipo que representará a Semana de Incentivo à Doação de Sangue no município; circuito de Saúde com a equipe do Programa Saúde na Escola (PSE); além de palestra com as assistentes sociais do Hemocentro, Maria Gonçalves e Cristiane Barros. A subsecretária de Educação Ciência e Tecnologia (Seduct), Rita Abreu, representou o secretário da pasta, Marcelo Feres. ”A secretaria participa deste momento de grande alegria, onde firmamos mais uma parceria com Rotary Club, IFF e o Hemocentro. Tivemos uma roda de conversa com palestra para nossos alunos, professores e funcionários do Ciep Wilson Batista e nada melhor que começarmos pelos nossos pequenos, essa conscientização da importância de ser um doador. Temos muito orgulho das ações desenvolvidas pelo PSE junto às comunidades escolares. Doar Sangue salva vidas, e a Educação as ilumina”, disse Rita. Maria Gonçalves falou sobre a importância da Semana. “Ações como essas são muito importantes porque têm um caráter educativo. Hoje, a gente fala para crianças e adolescentes da importância da doação de sangue e elas vão reproduzir para a família, os amigos da importância desse ato. E, quem sabe, futuramente, não vão se tornar doadores também. É uma perspectiva de formar o doador do futuro, aquela pessoa que vai chegar amanhã, na idade adulta, já tendo ouvido falar sobre a doação de sangue. Esse assunto não vai ser mais um mistério para eles. Quanto mais a gente fala da doação de sangue, em todas as idades, melhor. Quem não pode doar, pode captar doadores. Estarmos formando doadores do futuro e também a consciência das pessoas sobre a doação de sangue”. A coordenadora de Ciências da Natureza e Educação Ambiental da Seduct, Ísis Vivório, conta que a Semana vai ser realizada anualmente e o logotipo criado pelos alunos será utilizado em todas as atividades do evento. “Os professores trabalharam o tema em sala de aula e os gestores envolveram a comunidade para que viessem doar sangue e participar das ações do PSE”, comentou. O trabalho contou com a parceria do Instituto Federal Fluminense (IFF), que disponibilizou profissionais para realizar a aferição de pressão arterial e glicemia em alunos e funcionários do Ciep Wilson Batista. Logo no início da ação, cerca de 200 alunos já tinham feito os testes. Dois estavam com a pressão alta e ficaram em observação. A professora de Enfermagem do IFF, Karla Rangel Ribeiro, falou sobre a importância da testagem. “É um trabalho preventivo de suma importância porque muitas vezes as pessoas estão com a pressão ou a glicemia alterada e sequer desconfiam. Esse tipo de trabalho é essencial para um cuidado preventivo da saúde”, conclui Karla. O Ciep Wilson Batista tem 1.588 alunos e atende desde o G2 até o 9º ano. Para a diretora Célia Maria Ferreira Silva, a implantação da semana é muito importante para incentivar a solidariedade entre os alunos, os pais e toda comunidade escolar. “Essa ponte entre a Seduct, a escola e o Hemocentro é muito positiva porque estamos despertando e incentivando a vontade de doar sangue entre os alunos. Muitos adolescentes de 16 anos vieram nos dizer que querem doar. Isso é muito bom. Esse espírito de solidariedade e cidadania é essencial entre a comunidade escolar”, ressalta Célia. Entre os projetos levados pelo PSE estão o “Fala Adolescente”; o “Família na Escola” (PFE); “Aprendendo a crescer” e também orientação nutricional, entre outros. Coordenador do PSE, João Paulo Oliveira, disse que os projetos presentes no Ciep se preparam com abordagens e enfoques ressaltando a importância da doação de sangue. Um deles foi a pintura em família que foi pensado com desenhos feitos em alusão ao dia. “É uma alegria fazer parte desse trabalho. Doar sangue é um ato capaz de salvar vidas. A escola também é um lugar propício para incitar esse tipo de consciência em nossos alunos, pois nunca sabemos quando alguém pode precisar de doação de sangue”, acredita o coordenador. A aluna Maria Eduarda 10 anos, aprovou a ideia. Ela recebeu um dos desenhos para colorir. “Achei muito bom. Gosto muito de pintar e esse desenho está muito bonito. Estou gostando muito de tudo que está sendo feito aqui hoje”, diz Maria.

0 visualização