top of page

Alunos da EJA e universitários terão transporte escolar a partir do segundo semestre



A partir do segundo semestre, alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e universitários vão contar com transporte escolar. A novidade foi anunciada nessa quarta-feira (17) no programa Hora da Educação, apresentado pelo secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres. Os entrevistados desta semana foram o subsecretário de Gestão Operacional Nilo Manhães e o coordenador de transporte Wagner Santiago.


De acordo com Nilo, cerca de 60 localidades serão atendidas com o transporte da EJA, com linhas que irão atender bairros e localidades como Ribeiro do Amaro, Guandu, Nova Canaã, Farol de São Tomé, Dores de Macabu, entre outras. “Já estamos com um processo em andamento na Procuradoria e Controle”, explicou Nilo.


Para Marcelo Feres, apoiar a EJA é um compromisso que deve ser cumprido com a Educação. “O país tem uma dívida com essas pessoas que não conseguiram concluir seus estudos no tempo ideal. E a gente sabe da importância de trabalhar com a EJA, oferecendo o melhor para esses alunos e ainda associando a perspectiva ocupacional e a qualificação profissional”, disse o secretário.


Outra novidade anunciada pelo coordenador de transporte é que ainda esta semana novos veículos do transporte escolar começam a circular nas linhas de Travessão e Morro do Coco. E na próxima semana em Farol de São Tomé, ampliando o atendimento a mais estudantes, inclusive crianças usuárias de cadeiras de rodas, por meio de ônibus com acessibilidade.


“Fizemos um levantamento prévio para identificar, através dos diretores, quais os alunos que tinham a necessidade do transporte escolar. Farol de São Tomé é o local que tem uma demanda maior. Vale ressaltar que o acesso ao transporte é feito através da direção da escola e os assistentes sociais fazem a triagem e a gente vai disponibilizar o veículo, mediante critérios da lei”, explicou Wagner.


Conforme decreto Nº 23/2015, o serviço público municipal de transporte escolar atende os alunos regularmente matriculados em unidades escolares da rede pública municipal de ensino, que residem em zona rural de difícil acesso e a uma distância superior a dois quilômetros de sua unidade escolar, ou da linha tronco de onde circula o transporte.


O transporte conta com motoristas treinados e monitores que cuidam da disciplina e das crianças menores para verificar se estão usando cinto de segurança. Equipamentos de segurança são obrigatórios para todos, inclusive para os alunos. Todas as pessoas envolvidas recebem treinamento específico para que possam desempenhar o trabalho da melhor forma possível, oferecendo segurança para nossas crianças”, ressaltou o secretário.


Nilo Manhães ressaltou que, em média, o maior percurso feito pelos coletivos é de 212 km. Ele explicou ainda que além do transporte de alunos também é realizado o de colaboradores da secretaria. “Setores como supervisão, Bolsa Família, pedagógico, fiscalização, Técnicos de Informática (TI) são alguns dos que necessitam de locomoção até as escolas para cumprirem com as atividades dos seus respectivos departamentos e, para isso, utilizamos os carros de passeio”, informou.



FROTA


A Prefeitura de Campos adquiriu, por meio da Seduct, um ônibus e 7 vans adaptadas. O coletivo tem 59 lugares e foi adquirido através de parceria com o Senador Carlos Portinho, que destinou recursos de emenda parlamentar para compra do veículo. Já a aquisição das vans foi feita por meio de recursos municipais. Das 7 vans, 3 já foram entregues, as demais chegarão em breve. Atualmente, a rede municipal de ensino atende cerca de 110 crianças usuárias de cadeira de rodas, com diagnósticos diferentes.


Além disso, aproximadamente 6 mil alunos são atendidos com cerca de 140 veículos terceirizados, por meio de contrato firmado através de processo licitatório, incluindo ônibus, vans e micro-ônibus.

49 visualizações
bottom of page