top of page

Alunos da rede municipal celebram aprovação para o IFF




O sonho de toda família é ter um filho aprovado em processo seletivo de uma instituição pública de qualidade, seja para o Ensino Médio ou para o Ensino Superior. E este ano, pelo menos 32 alunos de nove unidades escolares da rede municipal de Educação estão celebrando essa vitória com seus pais e professores. Eles foram aprovados para o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Fluminense (IFF). Um deles é o Gabriel Cordeiro, 15 anos, que ficou com o quarto lugar na classificação e vai cursar eletrônica no curso técnico integrado ao Ensino Médio. O adolescente concluiu o 9o ano de escolaridade na Escola Municipal Professora Olga Linhares, do Parque Calabouço, este ano.

A diretora da unidade, Danielle Mothé, informou que, além dele, mais três alunos foram aprovados e outros oito estão na lista de reclassificação. "Gabriel tirou o quarto lugar sem fazer nenhum cursinho, somente estudando na nossa escola com nossos professores. É a educação de qualidade do Olga deixando frutos. Todo ano a gente aprova pelo menos cinco alunos. Já chegamos a aprovar nove no mesmo ano. Estamos muito felizes porque isso é um reconhecimento de um trabalho de excelência, da dedicação dos nossos professores e do esforço dos nossos alunos e seus pais", disse Danielle.


A mãe de Gabriel, Carolina Cordeiro, credita a vitória ao ensino de qualidade da Escola juntamente ao apoio da família. Ela garantiu que seu esposo Daniel dos Santos foi fundamental nesse processo.



"Desde o começo do ano estávamos na expectativa da prova do IFF, pois sempre soube o quanto é importante cursar o ensino médio nessa instituição. Fiz meu papel de mãe de ficar em cima dele para ele estudar e se esforçar, para prestar a atenção nas aulas, pois sei como nessa fase da adolescência, tudo faz distrair a atenção. Viemos de dois anos de pandemia e as crianças, não estavam bem. E isso me preocupava, pois poderia influenciar Gabriel nessa prova. Aí chegou no meio do ano fui até um cursinho ver o valor da mensalidade, mas não pude colocá-lo, porque estou desempregada e não podia fazer um compromisso desse, infelizmente. Fui a todas reuniões que tiveram na escola. Conversei com professores pessoalmente, enfim, fiz minha parte! Sentei com ele, no decorrer do ano todo explicando a importância do estudo, o quanto faz falta na vida minha e do pai dele, e que era pra ele fazer a parte dele. Essa conquista é também do meu esposo, que foi fundamental e é um cara incrível, paizão, presente e amoroso. Graças a ele, que trabalha embaixo de sol e chuva numa oficina mecânica de moto pra nos dar todo suporte e não deixar faltar nada em casa, nós vencemos", comentou.


Ela falou, ainda, sobre o trabalho de excelência da gestão escolar e dos professores. "Quanto à escola Olga Linhares, eu até me emociono... é, sem dúvida, fora da realidade, quando se fala de escola pública. A atenção, o acolhimento, o carinho, a comunicação entre pais e escola, da diretora Danielle e toda a equipe do Olga me fez chegar até aqui literalmente! Sem exagero, meus filhos já estudaram em escola particular, mas nem se compara! Sempre falo com meus familiares, eu sou abençoada por meus filhos estarem no Olga! Gabriel está triste por sair de lá. Nos dias de hoje não é fácil encontrar uma rede de apoio como essa. O ensino de lá é de qualidade e foi fundamental pra Biel passar! Sou Grata eternamente. Estou muito orgulhosa do meu filho e da escola! Acompanho a luta e a resistência do Olga, e quando vemos os frutos, o orgulho explode!", concluiu.


Segundo o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, outra história de destaque é a do estudante R.R.Gomes, 17 anos. Oriundo de Abrigo Aconchego e com uma história de vida de grande superação, ele foi aluno da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da mesma unidade, e também passou para o curso de Meio Ambiente no IFF.


De acordo com ele, dentre as unidades que tiveram alunos aprovados para o Instituto Federal estão a Escola Municipal Compartilhada Leôncio Pereira Gomes, Centro Educacional 29 de Maio, Escola Nossa Senhora Aparecida, Escola Professora Eleonora da Silva Pinto Viana, EM Lulo Ferreira de Araújo, EM Manoel Simões de Rezende, EM Amaro Prata Tavares, EM Albertina Azeredo Venâncio, EM Morangaba, EM Conselheiro Josino, EM Santa Terezinha e EM Custódio Siqueira.


"A Lulo Ferreira de Araújo, que fica em Morro do Coco, por exemplo, teve oito alunos aprovados. Resultados como esses mostram que lutar com e pela Educação vale muito a pena. Sou ex-aluno do IFF e hoje servidor desse Instituto do qual tenho muito orgulho de fazer parte. Sei exatamente a emoção que esses estudantes e seus pais estão sentindo ao serem aprovados nesse importante processo seletivo. Tenho certeza de que aprenderão muito lá e terão um futuro de sucesso. A Secretaria de Educação vai continuar trabalhando muito a fim de garantir o direito ao acesso à educação de qualidade para todos. Essa vitória é de toda a escola, dos professores e dos pais. Quando família e escola caminham juntas o resultado é sempre positivo. Parabéns aos alunos e continuem seguindo em frente!", comemorou Marcelo.




235 visualizações

Comments


bottom of page