Alunos do Fundamental 2 e EJA receberão Projeto “Maria da Penha vai à escola”



Alunos do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental 2 e da Educação de Jovens e Adultos (EJA) de cerca de 40 escolas da rede municipal de ensino vão receber o Projeto “Maria da Penha vai à escola” em breve. Nesta quarta-feira (16), foi realizada uma reunião entre a subsecretária de Políticas para Mulheres, Josiane Viana; a chefe de gabinete da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Mônica Maia; e diretores integrantes do Comitê Permanente de Planejamento e Gestão da Rede Municipal de Ensino (CPPG). O objetivo foi levar o projeto à secretaria para que, junto à equipe da Educação, pudesse receber as adequações necessárias dentro da realidade de cada região. No mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, 08 de março, uma série de atividades vem sendo realizadas no município para marcar a data.


O projeto visa conscientizar alunos sobre o cenário de violência, que tem vitimado tantas mulheres, e a informar sobre a rede especializada de enfrentamento à violência, através dos equipamentos, aplicativos e dos canais de denúncia. “Criamos um grupo de trabalho e passamos para ele o Projeto Maria da Penha vai às escolas para que possam apresentar sugestões e agregar ao projeto”, informa Josiane.


Queremos levar para esses alunos palestras e filmes, ou seja, informar de forma didática como os tipos de violência contra a mulher podem ocorrer. Queremos mostrar como eles poderão reconhecer como uma mãe, uma irmã ou alguém próximo está sofrendo violência porque, muitas vezes, a violência não é reconhecida e, também, incluir o tema em algumas disciplinas e apresentar os canais de divulgação.


“É muito importante a conscientização dos estudantes contra a prática da violência doméstica e familiar contra a mulher bem como capacitar os educadores para o desenvolvimento de atividades no âmbito escolar, com a finalidade de desconstruir a cultura de violência em desfavor do gênero feminino”, destaca Mônica Maia.


De acordo com Josiane, a participação da Secretaria de Educação é fundamental no processo de conscientização dos adolescentes, jovens e adultos, tanto para que conheçam os sinais e os tipos de violência existentes, quanto para informá-los sobre a rede de proteção à mulher. Entre os participantes da reunião, estavam também a advogada do Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) Mercedes Baptista, Cristiane Figueira; a gerente de Políticas Públicas para as Mulheres, Patrícia Cabral; a coordenadora do ensino fundamental, Ana Maria, e os diretores de escolas do Parque Novo Mundo; Farol; Santa Maria e Centro.


A ideia é criar um projeto que seja realmente viável, após os ajustes finais, junto com a colaboração dos diretores. Neste projeto, também levaremos um pouco do outro projeto - o Dia Laranja, onde temos jovens estudantes escolhidos para serem o que estamos chamando de embaixadores do Dia Laranja - informa a gerente de Políticas Públicas para as Mulheres, Patrícia Cabral.

10 visualizações