top of page

Biblioteca em Casa: 65 escolas já receberam as caixas do projeto



O ano letivo de 2023 já vai começar com a execução de um novo projeto na rede municipal de ensino. O Biblioteca em Casa: (Re) construindo Saberes, anunciado pelo prefeito Wladimir Garotinho este ano. O projeto é da secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, e visa atender estudantes do Pré-escolar II ao 9º ano de escolaridade. Por meio dele, a Prefeitura vai oferecer maletas contendo 18 ou 19 exemplares de diferentes livros paradidáticos da Literatura Brasileira, que poderão ser levados para casa, de modo a permitir a leitura não somente por parte dos alunos, mas também por seus familiares e professores.


O projeto vai aumentar, ainda, a interação Família X Escola, ampliando e fortalecendo os vínculos familiares. Até o dia 15 de dezembro, 65 unidades já haviam recebido as maletas, de acordo com o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres. Ele afirmou que essa ação é a materialização de mais uma meta do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), implantado no início do ano passado.


“O acervo bibliográfico é adequado por idade e nível de escolaridade, aprovado pelo Departamento Pedagógico da Seduct. A medida busca o cumprimento de várias metas do Plano Nacional de Educação e do Plano Municipal de Educação, visando melhorar o desempenho geral da rede municipal de ensino e o domínio da leitura, dentre outras habilidades”, explicou Marcelo.




O prefeito destacou que o projeto será de grande importância para o desenvolvimento intelectual e para despertar a criatividade da garotada, além de fomentar o interesse pela leitura. “É um material muito legal, muito bacana e desenvolvido com muito carinho pela nossa equipe. É uma caixa com quase 20 livros para que as crianças possam levar pra sua casa, interagir com sua família, melhorar o seu raciocínio e sua leitura. Tudo escolhido com muito carinho”, disse o prefeito.


A subsecretária de Educação, Rita Abreu, acrescentou que as maletas serão entregues aos alunos no início do ano letivo de 2023, após orientações pedagógicas e capacitações aos profissionais. “Todas informações foram enviadas para o e-mail institucional das unidades escolares e uma cópia do documento com as orientações estão sendo entregues junto às maletas”, detalhou.


A diretora da Escola Municipal Professora Eunícia Ferreira, no Parque Santa Rosa, Daniely Pelicioni, aprovou a medida. “Estou cada dia mais apaixonada pelo que faço, as crianças estão vivendo coisas que nunca imaginei poder ver e vivenciar com elas. Parabéns ao prefeito e ao secretário Marcelo Feres. Esse projeto vai ser sucesso como todos os outros que têm realizado. Estamos muito felizes e orgulhosos por todas essas conquistas”, comentou.


OBJETIVOS


Marcelo Feres falou, ainda, sobre os objetivos. Um deles é proporcionar acesso e estímulo à leitura aos alunos nos anos de escolaridade obrigatória, da educação infantil e do ensino fundamental; oportunizar o acesso dos demais membros das famílias dos estudantes ao acervo adquirido; e articular os saberes escolares com as leituras adicionais orientadas pelos professores em projetos de leitura diversos.


Além disso, também vai proporcionar ampliação da formação continuada de professores e demais profissionais da educação das escolas e creches com leitura e reflexão sobre a prática em projetos de formação com a leitura técnica na própria rede municipal. Pretende, ainda, melhorar o desempenho educacional dos estudantes reduzindo as taxas de reprovação e melhorar o desempenho dos estudantes em leitura, compreensão e produção de textos.


“Temos o compromisso com a melhoria do desempenho educacional. Por isso, planejamos várias frentes de trabalho, por meio do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), com objetivo de subsidiar docentes, demais profissionais da educação e estudantes, a fim de ampliar possibilidades de aprendizagem significativa para todos. Investir em projetos de incentivo à leitura é um desses caminhos. Esse é um amplo projeto para envolver toda a comunidade escolar com a perspectiva de melhorar o desempenho dos estudantes da nossa rede e melhor prepará-los para o futuro, a convivência em sociedade e o mundo do trabalho”, explicou Marcelo.


O rótulo da maleta traz um QR Code que direciona para o link do Portal de Aprendizagem Eficiente (PAE) da Seduct, em cujo sítio eletrônico qualquer cidadão pode acessar os objetivos e metas do projeto. Acesse aqui.




85 visualizações
bottom of page