top of page

Bolsistas do Programa Mais Ciência apresentam projetos no Confict



Bolsistas do Programa Mais Ciência da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) apresentaram, nessa segunda-feira (26), no XV Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica (Confict), os resultados dos 58 projetos acadêmicos desenvolvidos este ano. O evento acontece até a próxima sexta-feira (30) no Centro de Convenções da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf).


Na ocasião, os bolsistas foram avaliados por uma banca examinadora convidada pela Seduct. Após a sessão, houve um coffee break de confraternização. Os 58 projetos atuam em 16 secretarias municipais. O Programa Mais Ciência é uma realização da Seduct, que contempla a comunidade acadêmica local com bolsas de Iniciação Científica, Iniciação Tecnológica e de Extensão, para desenvolvimento de projetos que sejam de interesse dos diversos órgãos da administração pública municipal.



A subsecretária de Ciência e Tecnologia, Suzana da Hora, disse que a finalização desta edição do Mais Ciência sendo realizada no centro de convenções da Uenf, a maior universidade no interior do Estado do Rio de Janeiro, é muito significativo. “É o poder público municipal, por meio da Seduct, atuando em parceria com as universidades públicas e privadas presentes no nosso território, induzindo a pesquisa aplicada na busca de soluções para os problemas da nossa sociedade que foram levantados pelas diversas secretarias municipais. Estudantes universitários e seus orientadores estão realizando a entrega à sociedade campista de um ano de trabalho. O resultado, como esperado, foi de muita engenhosidade e criatividade e a aplicabilidade direta no nosso dia-a-dia. Em breve, alguns desses projetos apresentados estarão sendo aprofundados para implantação pelo município”, pontua a subsecretária.



A coordenadora do Mais Ciência Leonora Tinoco, acrescentou que o evento foi excelente e todos ficaram muito felizes com os resultados apresentados. “Os projetos estavam sendo avaliados e a gente pôde perceber o comprometimento tanto dos alunos quanto dos professores orientadores. Ótimos resultados. Tivemos retornos dos avaliadores elogiando muito os projetos, então, eu creio que o resultado vai superar as nossas expectativas quanto a esse ciclo do Mais Ciência e já pensando no próximo edital, que esperamos lançar em breve”, ressaltou Leonora.




“UM BELÍSSIMO TRABALHO”


Daiana Ataíde Miller é professora do curso de Direito, Coordenadora de Pesquisa e Extensão no Centro Universitário Fluminense (Uniflu) e orientadora da bolsista Natália Codeço no projeto de extensão intitulado "Filhos do Estado: Quem são as crianças e adolescentes aptos à adoção no município de Campos dos Goytacazes?". Para ela, a participação junto ao Programa Mais Ciência, foi uma experiência enriquecedora tanto para os alunos quanto para os pesquisadores.


“Tal oportunidade nos possibilita implementar conhecimentos teóricos em projetos práticos, contribuindo para o desenvolvimento da comunidade e estabelecendo conexões profissionais enriquecedoras. Para além disso, a apresentação dos resultados no CONFICT confere voz ao trabalho realizado, ampliando sua visibilidade e reconhecimento. Essa participação fortalece tanto a formação acadêmica quanto pessoal dos envolvidos, gerando um impacto social significativo”, afirmou a professora.


Bolsista do projeto "Filhos do Estado": Quem são as crianças aptas à adoção em Campos dos Goytacazes, RJ?”, Natália Codeço, disse que o Mais Ciência foi uma oportunidade enriquecedora e transformadora para ela. Natália conta que que através dessa bolsa de extensão, pôde aprimorar suas habilidades de pesquisa, desenvolver competências essenciais e contribuir para a solução de problemas sociais na comunidade, baseada nos conhecimentos adquiridos na universidade.


“Participar do CONFICT foi extremamente importante. Apresentar nossa pesquisa nesse evento científico nos permitiu compartilhar resultados, receber feedback, ampliar nossa rede de contatos e fortalecer a importância da extensão universitária. Essa experiência contribuiu significativamente para o meu crescimento pessoal e profissional, desenvolvendo habilidades fundamentais para minha formação acadêmica e futura carreira. Portanto, só tenho a agradecer a oportunidade concedida pela Prefeitura Municipal de Campos, a UNIFLU e a Professora Daiana Miller”, explicou Natália.


Professora associada da Uenf, dos cursos de medicina veterinária e zootecnia e coordenadora do projeto “Esporotricose em Campos dos Goytacazes: Diagnóstico, controle e prevenção”, Adriana Jardim de Almeida, disse que a participação no CONFICT proporcionou uma grande troca de conhecimento entre os participantes dos diversos projetos. “Os estudantes puderam divulgar seus resultados, conhecer outros projetos e ficaram muito orgulhosos, treinar a apresentação...enfim, uma oportunidade única de crescimento”, ressaltou a professora, que também atua como orientadora do bolsista Tarcísio Gonçalves de Souza Pereira.



Doutoranda do Programa de Engenharia de Transportes da COPPE/UFRJ, Ana Maciel, avaliou cinco projetos do Mais Ciência e também elogiou o programa. O “Mais Ciência” é sem dúvida alguma uma ação transformadora. Acompanhar os projetos de perto e ver os resultados, de fato foi uma experiência muito rica. Os professores e alunos dos projetos associados ao IMTT estão de parabéns pelo belíssimo trabalho que realizaram. Todos foram incríveis e muito além da pesquisa inicialmente proposta. O IMTT acompanhou os trabalhos ao longo dos meses e foi possível perceber o quanto é importante a participação de todos os envolvidos. Por fim, só me cabe ressaltar que de fato o Programa Municipal tem sido um belíssimo trabalho”, finalizou.


26 visualizações
bottom of page