top of page

Bolsistas do Programa Mais Ciência apresentam projetos no XVI Confict





Ao todo, 54 projetos do Programa Mais Ciência estão sendo apresentados durante o XVI Congresso Fluminense de Iniciação Científica e Tecnológica (Confict), promovido pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), Instituto Federal Fluminense (IFF) e Universidade Federal Fluminense (UFF) até sexta-feira (14), das 14h às 18h, no Centro de Convenções da Uenf. O evento teve início nesta segunda-feira (10).


Um dos professores participantes é o geógrafo marinho da UFF, Eduardo Bulhões. Para ele, o Mais Ciência atingiu um importante grau de maturidade. “Chegamos a um momento que o programa atinge a posição de saber aquilo que, de fato, funciona para melhorar as demandas do município. Estaremos sempre dispostos a participar. Ganhamos nós, que conseguimos formar nossos alunos com trabalhos aplicados, e ganha a Prefeitura que tem uma mão de obra super bem formada à disposição para debater temas de necessidade da cidade”, disse.

Ele garantiu que, todo ano, procura levar para o evento uma perspectiva aplicada dos estudos e do conhecimento acadêmico para resolução e melhoria dos processos da Prefeitura sobre seus problemas do dia a dia. 


“O trabalho específico da minha orientada hoje é sobre a erosão costeira que atinge a orla do município em Farol de São Tomé, é um tema complicadíssimo, e a Defesa Civil precisa sim de uma expertise adicional, por isso a gente está gerando uma base de informações para atuar de forma mais assertiva nas ações de defesa do município”, informou o professor.


A orientanda de Eduardo é a aluna Fernanda Corrêa Cécio: “É sempre muito interessante ver que a Prefeitura está muito interessada no apoio dos estudantes e também no trabalho que a gente pode gerar para eles, nessa contribuição que a gente traz e nesse caminho que a gente pode trilhar juntos, para ter melhores soluções e gerar melhores resultados na questão da erosão. A Defesa Civil também tem sido grande parceira. Só tenho a agradecer a Secretaria de Educação pelo Programa Mais Ciência”, comentou.




O estudante universitário Arthur Henrique Batista dos Santos e a professora Jacqueline Deolindo apresentaram o projeto “Saber & verso: podcast com conteúdos educacionais para a rede pública de ensino de Campos dos Goytacazes”, cujo trabalho conta com parceria da Subsecretaria de Igualdade Racial e Direitos Humanos.


“É um tema muito importante para nossa sociedade, me sinto numa condição em que cada dia que passa aprendo cada vez mais e de uma forma diferente e bem diversificada. É primordial enxergar que nossos problemas, ou seja, as questões da sociedade podem ser solucionadas através do estudo, da educação”, declarou Arthur.


A Coordenadora do Mais Ciência, Leonora Tinoco, lembrou que o programa caminha desde 2018 e esse é o quarto edital. “Junto com o Mais Ciência temos mais três programas de bolsas: Mais Ciência na escola, Startups e Economia Criativa. Trata-se de um investimento de mais de dois milhões e meio de reais, somando os quatro programas. A cada edital os projetos estão melhor desenvolvidos e mais conectados com a realidade do município. Nossa perspectiva é lançar um novo edital no segundo semestre deste ano”, explicou Leonora.


O Congresso visa apresentar as pesquisas desenvolvidas nos Programas de Iniciação Científica e Pós-Graduação das universidades e para discutir temas relevantes para a Ciência em um evento regional de grande relevância. Estão previstas palestras, apresentações orais e banners, além de atividades culturais. Nesta edição, os trabalhos estão sendo apresentados em quatro eixos temáticos que têm como base os 17 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.




106 visualizações

コメント


bottom of page