Campos no Encontro Intermunicipal de Gestores da Educação Inclusiva



A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) representou a cidade de Campos no Encontro Intermunicipal de Gestores da Educação Inclusiva, realizado nessa quinta-feira (20), em Búzios-RJ. Os Desafios da Educação Inclusiva para Todos; O papel dos pais na educação inclusiva; Educação inclusiva na educação infantil foram alguns dos temas do evento que contou com participação da psicóloga do Departamento de Educação Especial Inclusiva, Carla Mary Peixoto Mattos Prestes. Ela explicou que um documento será elaborado em 2023 com as questões relacionadas à Educação Inclusiva, mostrando os percalços e as dificuldades de cada município. Carla destacou a importância da troca de experiências que cada município leva para si. “É muito importante que nossa cidade esteja presente nesses eventos, pois temos a oportunidade de questionar como é o trabalho desenvolvido na nossa cidade e, dessa forma, um município complementa o outro com ideias e experiências trabalhadas e isso é muito bom para o nosso trabalho. O encontro foi muito importante, principalmente a parte dos debates onde os gestores dos municípios participantes falaram sobre o trabalho de Educação Inclusiva nas suas cidades”, disse Carla. AVANÇOS EM CAMPOS – Segundo o secretário de Educação de Campos, Marcelo Feres, diversas ações foram desenvolvidas no município este ano que estão garantindo importantes avanços na área da educação inclusiva. “O prefeito Wladimir Garotinho sancionou a lei nº 9.145 que trata da Política Municipal de Atendimento à Educação Especial Inclusiva, de 05 de maio de 2022, com o objetivo de assegurar o acesso, a permanência, a participação plena e a aprendizagem de bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento (TGD) e altas habilidades ou superdotação nas unidades escolares da rede municipal”, destacou Marcelo. A partir daí a Seduct realizou processo seletivo para contratação temporária de mediadores e cuidadores para dar suporte aos alunos com necessidades educacionais especiais. Centenas desses profissionais já estão atuando nas escolas da rede municipal de ensino. A Prefeitura também implantou a Escola de Aprendizagem Inclusiva na Cidade da Criança Zilda Arns – devolvida à população em 12 de outubro, Dia das Crianças – que foi transformada em um Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva. Além disso, dezenas de capacitações foram oferecidas aos profissionais da rede na área de educação inclusiva desde o ano passado. De acordo com a coordenadora do Departamento de Educação Especial Inclusiva, Carolina do Carmo, os cuidadores convocados estão prestando atendimento aos alunos que necessitam de apoio no âmbito da alimentação, higiene, locomoção e atuação em todas as atividades escolares, visando atender suas necessidades básicas - fisiológicas, higiene e afetivas. “E os mediadores estão apoiando os professores das salas de ensino regular, no desenvolvimento do planejamento pedagógico e nas atividades pedagógicas dos educandos, público alvo da Educação Especial Inclusiva”, explicou.

17 visualizações