top of page

Campos sediará encontro regional de capacitação dos formadores do LEEI




A cidade de Campos será polo da Região Norte Fluminense para sediar o Encontro Regional de Capacitação dos Profissionais que atuarão como formadores no Programa Leitura e Escrita na Educação Infantil (LEEI). O evento acontecerá no próximo sábado (13), das 8h30 às 17h, na Escola de Formação dos Educadores Municipais (Efem), com apoio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct).

 

De acordo com a coordenadora de Projetos do Departamento Pedagógico da Seduct, Neidimar Abreu, o LEEI é uma ação do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, que visa garantir o direito à alfabetização de todas as crianças do país, fazendo com que 100% delas estejam alfabetizadas ao final do 2° ano do Ensino Fundamental; além da recomposição das aprendizagens, com foco na alfabetização de 100% das crianças matriculadas no 3°, 4° e 5° anos, afetadas pela pandemia.

 

“O objetivo dessa capacitação é formar professores da Educação Infantil para que possam desenvolver, com qualidade, o trabalho com as linguagens oral e escrita, em creches e pré-escolas. A equipe de formação é composta por coordenadores regionais e estaduais capacitados pela UFMG, UNIRIO e UFRJ”, explicou Neidimar.

 

Segunda ela, além de Campos, participarão educadores de Cardoso Moreira, São Fidélis, São Francisco, São João da Barra, Macaé, Conceição de Macabu, Carapebus, Quissamã e Rio das Ostras.


Patrícia Corsino coordenadora estadual do LEEI, falou sobre os princípios básicos da Formação: Concepção de Educação Infantil inclusiva, plural, que considera as diversidades locais e étnico-raciais/culturais de cada região brasileira; concepção de criança como centro do processo educativo; reconhecimento do papel importante que a Educação Infantil cumpre no processo de  apropriação da linguagem escrita pelas crianças; leitura e escrita como práticas sociais que integram o universo infantil; por exemplo.


“Também trabalharemos as práticas formativas que enfatizam a socialização de conhecimentos e de saberes; articulação entre ciência, arte e vida numa unidade de sentido; e desenvolvimento da identidade da professora da Educação Infantil. No Estado do Rio, apenas 2 municípios não vão apresentar turmas. No total, 90 municípios do Estado aderiram com 220 turmas, atingindo quase 9 mil professores da educação infantil, especialmente da pré-escola. No Brasil todo, serão 270 mil professores formados nesse processo, fazendo reflexões sobre suas práticas, a partir sempre da experiência do que acontece no cotidiano da sala de aula”, informou Patrícia.

 



Em novembro, a Secretaria promoveu reunião com os gestores da Rede Municipal de Ensino, no auditório da Prefeitura, a fim de orientá-los quanto às ações que serão desenvolvidas a partir dos eixos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

 

Participaram os diretores de unidades escolares com turmas de 1º e 2º anos de escolaridade do Ensino Fundamental, selecionadas e consideradas elegíveis pelo MEC para atuar em regime de colaboração na construção da política da alfabetização territorial (PAT). Eles registraram a confirmação de interesse ao Compromisso no sistema do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Interativo através do preenchimento do Plano de Ação.

 

Representantes da secretaria (gestores, coordenadores de setores e diretores escolares) participaram também do Seminário Alfabetiza RJ, no Teatro Cesgranrio, em outubro, com o objetivo de apoiar a implementação do Compromisso Criança Alfabetizada no Estado do Rio de Janeiro.


Por Kamilla Uhl – foto Neidimar Abreu

97 visualizações

Comments


bottom of page