Cidade da Criança aberta no feriado de Finados com entrada franca






Nessa quarta-feira (02) é feriado de Finados, mas a Cidade da Criança Zilda Arns vai funcionar normalmente, de 8h às 17h, e com uma novidade: a entrada será gratuita durante todo mês de novembro. A princípio, a gratuidade será apenas para o mês de outubro, mas o benefício foi prorrogado por mais um mês. Um alívio para quem tem filhos e deseja levar diversão para os pequenos e aproveitar a companhia deles nos dias de folga.


É o caso do Auxiliar Administrativo Fábio Tavares de Sales que é pai de Bianca, 1 ano e 5 meses, e Bernard, 7 anos. Desde que o local foi reaberto ele leva os filhos constantemente para se divertirem no local.


“Como pai fico muito feliz por ter um espaço assim, meus filhos adoram brincar lá. Está muito organizado, com monitores por toda parte, brinquedos novos que chamam a atenção deles, um local tranquilo para passear com a família no fim de semana. Além disso, é a oportunidade que temos de tirar as crianças de casa e da frente de aparelhos eletrônicos como computador, celular e televisão. Sem dúvida alguma, uma ótima opção para quem tem filhos. Difícil é tirá- los de lá e voltar para casa”, conta Fábio.


E as opções para as crianças são muitas: navio de madeira, torre para escalada, bancos lúdicos; quiosques em formato de casquinha de sorvete, frutas, hambúrguer, máquina fotográfica e pipoca; pista de circuito mirim, ciclovia e área interativa com animais em resina em tamanho natural; jardim sensorial, novos playgrounds, e a fonte interativa com águas dançantes, que é acionada de hora em hora, para garantir que nenhuma criança fique sem se divertir.


A assessora técnica da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Catia Mello, explica que os brinquedos adaptados para pessoas com deficiências também têm feito sucesso na Cidade da Criança. A gangorra e o balanço adaptados são equipamentos de inclusão social, que garantem segurança às crianças com deficiência e necessidades educacionais especiais, acesso ao lazer e convivência com crianças típicas e atípicas.


“Durante a semana, o acesso é permitido somente para as escolas e creches municipais previamente agendadas pela Escola de Aprendizagem Inclusiva, cujas atividades acontecem de terça a sexta-feira. Às segundas-feiras, o local fica fechado para limpeza e manutenção. As crianças de até 12 anos de idade somente podem entrar e sair do espaço acompanhadas dos pais ou responsáveis, conforme regulamento da Cidade da Criança”, diz Catia.


Localizado no antigo Parque Alzira Vargas, na Avenida 28 de Março, o espaço temático recebeu manutenção geral e recuperação dos equipamentos. Além disso, deixou de ser apenas um parque, para se tornar um Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva, passando a ser administrado pela Seduct este ano, por meio de decreto publicado no Diário oficial do município.

13 visualizações