Cidade da Criança em Metaverso com apoio do Programa Economia Criativa



A Cidade da Criança Zilda Arns foi o tema escolhido pela estrategista digital e empresária, Laís Lessa Ayache, para ser tema de seu trabalho no Programa Municipal de Apoio à Economia Criativa, desenvolvido pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) com apoio da TEC Incubadora. E a ideia deu certo. O projeto dela visa apresentar a Cidade da Criança em Metaverso, com objetivo de divulgar o local para que seja mais conhecido em Campos e redondezas, atraindo um número maior de pessoas para o espaço.

Ele foi selecionado e, nesta terça-feira (22), Laís esteve no local para dar início à primeira fase do trabalho. Junto com o outro integrante da equipe, José Lomba dos Santos Júnior, a estrategista digital fez a captação fotográfica da área para o desenvolvimento da plataforma. Laís conta que o segundo momento é a parte de desenvolvimento e programação e, ano que vem, a plataforma vai estar disponível com todas as imagens da Cidade da Criança, feitas através de drones.

"Na época da inscrição do projeto, o espaço ainda estava fechado, porém, próximo ao dia de reabertura. Achamos que seria um ótimo momento para divulgar o local e torná-lo ainda mais conhecido. O Google tem estudos de que quando é mostrado um local ou atração, de forma detalhada, em 360º, a vontade de conhecer, aumenta significativamente. E com a plataforma do Metaverso vamos mais adiante, pois além de montar a ambiência da melhor forma que existe atualmente, utilizamos outras mídias e interações para que fique mais atrativo para o usuário final. Sem falar que a plataforma já estará totalmente pronta para a utilização de óculos de realidade virtual quando ele der o "boom" de utilização, da mesma forma quando teve com os smartphones. Tem sido muito gratificante fazer parte do programa”, disse Laís.

A assessora técnica da Seduct, Catia Mello, falou sobre a importância da Cidade da Criança ser inserida em um projeto tão importante e inovador.

"O metaverso se tornou o novo macro objetivo para muitas marcas de tecnologia no mundo. Apresentar a Cidade da Criança nessa proposta é totalmente inovador, e por meio deste projeto oriundo da Economia Criativa, é possível que o usuário faça interações, deixando a plataforma dinâmica," acredita.

Localizado no antigo Parque Alzira Vargas, na Avenida 28 de Março, o espaço temático foi reaberto no dia 12 de outubro. O local recebeu manutenção geral e recuperação dos equipamentos. Além disso, deixou de ser apenas um parque, para se tornar um Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva, passando a ser administrado pela Seduct este ano, por meio de decreto publicado no Diário oficial do município.

ECONOMIA CRIATIVA


As atividades do programa Economia Criativa tiveram início no dia três deste mês com uma aula inaugural na sede da Tec Incubadora, que fica na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf). A Seduct divulgou o resultado final do Edital 07/2022, referente ao Programa, no diário oficial do município no dia 24 de outubro com a lista dos classificados, que se tornaram bolsistas empreendedores. Foram selecionados 10 projetos com propostas enquadradas em diferentes modalidades temáticas. A Economia Criativa visa estimular a geração de renda, cria empregos e oportunidades, e promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano.


81 visualizações