Clínica Escola do Autista em Campos com apoio da deputada Clarissa Garotinho





O secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, cumpriu agenda em Brasília, nesta terça-feira (14), articulada pela deputada federal Clarissa Garotinho, para tratar de assuntos relacionados à educação especial inclusiva. Como fruto dessa agenda, que aconteceu no ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Campos vai ganhar uma Clínica Escola do Autista, a ser construída com recursos do Orçamento da União.


Marcelo representou o prefeito Wladimir Garotinho e estava acompanhado da assessora técnica da Secretaria de Educação, Catia Mello, e do vereador e presidente da Comissão de Defesa dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara Municipal de Campos, Leon Gomes. Eles participaram de reunião com o Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Cláudio Panoeiro, com intuito de garantir, também, a adesão da Prefeitura de Campos a novos projetos nacionais voltados à educação inclusiva.




Além disso, Marcelo também participou de reunião com a Secretária Nacional da Família, Ângela Gandra, onde garantiu a adesão ao Programa Acolha à Vida e a integração do mesmo às ações do Programa Família na Escola, implantado em Campos de forma pioneira no ano passado. O secretário de Educação também cumpriu agenda no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para acompanhamento e solicitação de celeridade na liberação de recursos destinados à ampliação e reforma de unidades escolares em Campos.


“A construção dessa clínica é importante não só para as crianças, mas também para as famílias delas. Muitas vezes, um pai e uma mãe não têm apoio algum e não sabem a quem recorrer para ter acesso a essas terapias. Mas não vamos parar por aí. Vamos levar outros projetos da pasta para a nossa região”, afirmou a parlamentar Clarissa, que garantiu enviar recursos de emendas parlamentares para construção do equipamento.





“A Clínica do Autista vai ofertar serviços para o desenvolvimento neuromotor desse público. A reunião representou, ainda, uma oportunidade de estar, juntamente com a deputada Clarissa Garotinho e o vereador Leon Gomes, avaliando a possibilidade de projetos desenvolvidos pela Secretaria Nacional e que possam também ser implementadas em Campos com especial atenção à agenda da inclusão. Acredito que essas conquistas possibilitarão mais avanços para a pauta inclusiva que o município vem tratado com total prioridade no âmbito da Educação”, informou Feres.


De acordo com Ângela, o Projeto Acolha a Vida, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), objetiva atuar na conscientização e disseminação de informações, "especialmente para as famílias, visando o enfrentamento e prevenção da automutilação e do suicídio, especialmente entre os filhos e demais membros como jovens e idosos. Objetiva ainda, preparar setores da sociedade sobre a temática, tendo como foco a participação da família como fator de prevenção e superação de dificuldades".


O vereador acrescentou: “A pauta de hoje foi de extrema relevância, pois tratamos de assuntos relevantes à causa das pessoas com deficiências e, na ocasião, apresentamos a eles o desejo de criar em nossa cidade a Clínica do Autista. A pauta foi abraçada pela Secretaria Nacional e pela deputada que se comprometeu de enviar emendas para viabilizar a criação da mesma. Uma agenda que vai gerar bastante frutos para Campos”, disse Leon, pai atípico.


“Como mãe atípica de um casal de filhos autistas, me emociona o engajamento da Gestão nesta agenda da Educação Inclusiva, afinal de contas, incluir significa promover e reconhecer o potencial inerente a todo ser humano em sua maior expressão: a diferença”, pontuou Catia.



238 visualizações