top of page

Coleta seletiva também na sede da Secretaria de Educação






A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), por meio do projeto Reciclar na Rede, implantou nesta quarta-feira (22) a coleta seletiva também na sede do órgão. A partir de agora um container irá receber todo lixo reciclável produzido pelos servidores e toda semana a empresa Vital Engenharia irá recolher e encaminhar para as empresas de reciclagem. A instalação do recipiente foi feita pela subsecretária de Educação, Rita Abreu; subsecretário de Gestão Operacional, Nilo Manhães; coordenadora de Ciências da Natureza e Educação Ambiental da Seduct, Ísis Vivório; auxiliar de Engenharia da Vital, Beatriz Peixoto Assed e pelo supervisor de Zeladoria Valdemir Barreto.


Ísis afirmou que a ação integra o projeto Reciclar na Rede, já iniciado em 23 escolas do município. Trata-se de projeto da Seduct em parceria com a Secretaria de Serviços Públicos, Meio Ambiente, Limpeza Pública (Promea) e Vital Engenharia. Todo o material coletado é distribuído para as cooperativas locais.


“O objetivo do Reciclar na Rede é a diminuição dos resíduos sólidos nas vias e nos ambientes públicos, causando os desastres ambientais que a gente conhece. Ele foi concebido para a educação mesmo, mudança de mentalidade da nossa população em relação ao descarte desse resíduo, que não precisa parar no aterro sanitário porque diminui o tempo de vida útil desse aterro. Então, ele precisa ser separado, reutilizado. É preciso pensar na forma que nós estamos descartando esse material que pode ser reciclado. Uma cidade limpa é uma cidade saudável”, explicou Ísis.






Rita Abreu destacou que a implantação da coleta seletiva é muito pertinente, pois ajuda a conscientizar as pessoas a separar o lixo, contribuindo para um meio ambiente limpo. “Esse tipo de iniciativa ajuda porque quem trabalha aqui na Seduct ou até mesmo passar por aqui para resolver uma demanda tem a chance de conhecer o projeto, aprender sobre a coleta seletiva e fazer parte, sem contar que pode se tornar um agente disseminador da ideia tanto para a família quanto para sua comunidade”.


Para Nilo Manhães, o projeto vai auxiliar tanto no descarte consciente do lixo reciclável bem como aos trabalhadores das cooperativas. “É mais uma quantidade de material reciclável que chega para ajudar a essas famílias no seu sustento, como também mais uma via de escoamento desse material. Muitas vezes as pessoas acabam não separando esse tipo de lixo porque não sabem onde descartar”, disse Nilo.


Auxiliar de Engenharia da Vital, Beatriz Peixoto Assed, falou sobre a importância do projeto. "É essencial que tenhamos esses pontos de apoio. Esse é um trabalho de formiguinha, mostrando a importância da coleta seletiva e essa conscientização deve ser realizada em todos os setores. Que bom que a Seduct é um desses pontos e pode até mesmo se tornar um local de entrega voluntária da comunidade", explicou Beatriz.

39 visualizações
bottom of page