top of page

Conselho aprova Educação Integral nas escolas do município






O Conselho Municipal de Educação (CME) aprovou nesta quinta-feira (8) a Política de Educação em Tempo Integral, no âmbito do Programa Escola em Tempo Integral, que assegura a jornada escolar de 35 horas semanais, com um total de 7 horas diárias de aula/atividades pedagógicas, compreendendo o tempo total em que os estudantes permanecerem na escola ou em outros espaços educacionais, em atividades educativas, excetuando-se o horário destinado às refeições.


A aprovação se deu através de reunião on-line com a participação da diretora pedagógica, Tânia Alberto, também vice-presidente do CME.


A Educação integral nas unidades escolares vai acontecer de forma gradativa, considerando as metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação, Plano Municipal de Educação e nos demais instrumentos legais, de acordo com as condições estruturais, materiais e humanas das escolas e a dotação orçamentária do Município.



Segundo Tânia Alberto, atuarão no Programa Escola em Tempo Integral, professores, monitores, mediadores, instrutores, preferencialmente, servidores públicos de carreira, incluindo os servidores de contratos temporários oriundos de processo seletivo simplificado regulamentados por Lei municipal.


 “A Seduct informará, semestralmente, por meio de expedientes administrativos, à comunidade escolar e às famílias, as ofertas de vagas nas unidades de Ensino em tempo integral, apontando as turmas e anos de escolaridade, bem como, os seus benefícios e as mudanças na rotina escolar em virtude de sua implementação” resumiu Tânia.

231 visualizações
bottom of page