top of page

Coordenação de Educação Ambiental e Estação Educação no combate à dengue





Além das atividades desenvolvidas nas unidades escolares, por meio de projeto de combate ao aedes aegypti, implantado pelo Departamento Pedagógico, a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) está reforçando a luta contra a dengue com outras frentes de trabalho. Em uma delas, as equipes do projeto Estação Educação e da Coordenação de Educação Ambiental da Secretaria criaram um vídeo educativo de apenas três minutos que foi encaminhado a todas as unidades escolares da rede municipal de ensino, convidando os alunos a se tornarem agentes de saúde mirim visando o controle do vetor.


O vídeo trata sobre as doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti e como fazer para evitar as doenças transmitidas por ele, evitando, por exemplo, o descarte de lixo nas ruas. Segundo a coordenadora de Educação Ambiental, Ísis Vivório, o vídeo também está disponível no portal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE). “O vídeo está sendo divulgado entre os gestores das escolas para que os professores possam trabalhar seu conteúdo em sala de aula”, disse.





A coordenadora reforça que o material trabalha um problema de saúde pública que envolve toda a cidade, e a Educação Ambiental se envolve nos processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente. Ísis ressalta ainda que o lixo é o grande causador de criadouros para o mosquito Aedes Aegypti e essa temática está sendo trabalhada desde o ano passado através de outro projeto: o Reciclar na Rede.


“A Dengue é um problema também ligado à área ambiental e tem causado grandes danos à natureza e à população. Utilizar as mídias digitais nesse processo foi importantíssimo e facilitou no acesso às informações. Outros materiais serão produzidos a partir dessa temática. Esse é um problema nosso, enquanto cidadãos, e juntos, com ações voltadas para a Educação Ambiental, podemos minimizar os impactos causados ao nosso ambiente. Utilizaremos todos os meios para que a informação chegue a todos, com o objetivo de conseguirmos uma mudança de mentalidade e, consequentemente, um maior cuidado com o nosso entorno. Cada um pode fazer a sua parte”, acrescentou Ísis.


Coordenadora do Estação Educação, Neidimar Abreu, explica que o objetivo do vídeo é levar as informações sobre a dengue para que todas as unidades trabalhem, ao mesmo tempo, a mesma ação educativa de prevenção.


“É importante ressaltar que o vídeo precisa ser propagado em todas as escolas, com todos os alunos. O ideal é que os professores assistam ao vídeo toda semana com os alunos e tirem 10 minutos para fazer uma ação de prevenção contra a dengue na escola, no seu entorno e dentro de suas casas. Dessa forma, nossos alunos serão agentes mirins em suas residências e no seu bairro”, explica Neidimar.




53 visualizações

Comments


bottom of page