top of page

Creche da Tapera usa a musicalização no processo de ensino-aprendizagem




Envolver ludicamente a criança no mundo da música, desenvolvendo criação, atenção, sensibilidade, encantamento, motivação e afetividade. Esse é um dos objetivos do projeto “Cantando e Encantando”, que está sendo desenvolvido na Creche Escola João Siqueira dos Santos, na Tapera, desde o início deste mês.


Gestora da unidade, Kelly Aparecida Soares de Azevedo, explica que o projeto tem sua culminância às quartas-feiras, em dois turnos, e a musicalização sempre incluída no planejamento pedagógico das professoras e funciona como uma complementação do conteúdo trabalhado ao longo da semana. Para além da musicalização em si, o projeto também engloba a confecção de instrumentos a partir de material reciclável. Kelly diz ainda que a auxiliar de turma, Mirian Cordeiro, é a curadora do projeto, sendo ela quem planeja e executa, com o auxílio das professoras da unidade, a musicalização.


“O Cantando e Encantando é um sonho que está sendo realizado. A sementinha do projeto foi plantada há 5 anos, quando num evento escolar a Mirian tocou violão e as crianças se envolveram muito. A partir daí esse projeto começou a ser pensado como uma possibilidade educacional. Em virtude da pandemia o projeto foi arquivado, porém, após a retomada e a volta ao normal da vida escolar, retomamos também o sonho que havia apenas sido adiado. Como desafio incorporamos o projeto ao Plano de Gestão e com a ajuda de toda a equipe pedagógica da creche conseguimos fazer acontecer, ressalta a gestora.





O projeto busca ainda ampliar e desenvolver aspectos, tais como: criatividade, coordenação motora, lateralidade, lógica, estética, socioafetiva, além de facilitar o processo de ensino-aprendizagem. De acordo com Kelly, a musicalização promove o desenvolvimento da comunicação e aquisição de linguagem e também ajuda as crianças a terem contato com música popular brasileira e a reconhecer instrumentos musicais e diferentes tipos de ritmos e sons.



“Somos muito privilegiadas, no sentido de ter uma equipe amplamente comprometida com a educação de nossas crianças, e que buscam sempre oferecer o melhor para nossos alunos. A musicalização é um processo de construção do conhecimento, favorecendo o desenvolvimento integral do educando. Música é sinônimo de positividade, relaxamento, criação de memórias afetivas, além de melhorar a interação na sala de aula”, finalizou Kelly.


Já Mirian conta que ficou muito feliz quando o projeto foi colocado em prática. “O projeto nasceu em 2019. Ainda não tínhamos ideia de como seria, mas eu já fiquei animada com a ideia. E no dia 19 de agosto de 2023, o projeto ganhou nome e saiu do papel. Eu não tenho palavras para explicar o quão especial está sendo para mim. Na realidade, eu estou realizando um sonho de infância que eu nem imaginava ser possível: que era trabalhar com música. Espero, acima de tudo, com esse projeto, fazer com que as crianças se apaixonem pela música assim como eu. Que elas sintam a magia dos sons, do ritmo, da música na alma delas”, pontuou.


O projeto também agradou aos professores. "O Cantando e Encantando já na primeira semana que foi implantado na escola, estimulou entre as crianças, na sala de aula, o respeito a socialização, favorecendo o desenvolvimento, tanto socioemocional quanto no processo de aprendizagem com mais concentração e criatividade, "perdida" por muitas crianças devido as telas de celular. A música cantada pelo professor favorece o prazer pela audição, o que ajuda na hora das atividades na sala de aula, enquanto o professor explica eles escutam com mais atenção”, disse a professora Genilce Magalhães.




45 visualizações
bottom of page