top of page

Curso de primeiros socorros avança para mais creches municipais




Fotos: Igor Leal


Nesta sexta-feira (22), os profissionais da Creche Escola Parque Prazeres vão participar do Curso de Primeiros Socorros, em parceria com a Faculdade de Medicina de Campos (FMC). Segunda-feira (25), o trabalho vai ser realizado na Creche Escola Benedito Alves Barreto, em Nova Brasília. Na semana passada, a Creche Dom Helder Câmara, na Pecuária, foi a unidade contemplada.


Desde o ano passado, centenas de profissionais de cerca de 30 unidades municipais, em diversos bairros e distritos, foram beneficiados, como Tapera, Donana, Novo Jóquei, Nova Canaã, Boa Vista, Tocos, São Sebastião, Codin, Penha, Santa Cruz e Aldeia, por exemplo.




No último sábado (16), dezenas de profissionais das creches Felismindo Marques Barreto (Farol de São Thomé), José Cândido de Carvalho (Saturnino Braga), Carlos Roberto Nunes de Carvalho (Penha), Parque Imperial, Antônio Nunes Vieira (Três Vendas), Conceição do Imbé, Donana, Professora Ângela Maria do Amaral Carvalho (Lagoa de Cima), José de Souza Sodré (Dores de Macabu) e Creche Ana Beatriz Rangel da Silva (Parque Benta Pereira), além de servidores da Escola de Aprendizagem Inclusiva (EAI), que funciona na Cidade da Criança Zilda Arns, fizeram a capacitação na sede da Faculdade de Medicina de Campos.


De acordo com a diretora da EAI, Eleonora do Nascimento, a atividade foi muito importante. “As nossas monitoras educacionais, que trabalham em sala de aula junto com os professores, levam as crianças ao parque, ao banheiro e acompanham no lanche, portanto, é necessário que também tenham noção de primeiros socorros”, disse Eleonora.




Segundo o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Marcelo Feres, a capacitação tem sido essencial para garantir mais segurança aos alunos e vem ajudando os profissionais a se preparem para situações delicadas envolvendo, principalmente, crianças, que podem ocorrer não somente no ambiente escolar, mas também na família, como engasgos e sufocamentos.


“A parceria com a Faculdade visa possibilitar que os professores consigam agir em situações emergenciais até a chegada da assistência médica especializada nas unidades, evitando óbitos. Além disso, nosso Programa Saúde na Escola (PSE) também está desenvolvendo o trabalho em paralelo em outras unidades escolares. Com isso, estamos garantindo o cumprimento da Lei Lucas”, disse o secretário.

Professor do Curso, Igor Leal Pena acrescentou que a parceria é extremamente importante tanto para as escolas atendidas, para os profissionais da educação e, também, para os acadêmicos, pois cria um ambiente de ensino para os alunos internos da FMC. Ele é enfermeiro sanitarista, especialista em Saúde Pública com Ênfase em Programa Saúde da Família, e mestre em Gestão em Cuidados de Saúde.


“Fazemos dois encontros em cada unidade visitada. Trabalhamos temas como parada cardiorrespiratória na criança, bebê e no adulto, choque elétrico, engasgos, queimaduras, convulsões, ensinamos manobras para os professores das creches, enfim. Estamos recebendo bastante retorno por parte das creches e dos professores. Nos baseamos na Lei Lucas que orienta os estados e municípios a realizarem esse tipo de treinamento para os professores da rede básica de ensino”, explicou Igor.


O médico Leonardo Muniz, professor da Faculdade, responsável pela subcoordenação de Internato em Urgência e Emergência / Atenção Básica / Saúde Coletiva / Saúde Mental / Saúde da Família e Comunidade, acrescentou: "Para a FMC, moldar as relações do aluno com a comunidade, não somente através da assistência, mas também através da educação em saúde, estimula o despertar da cidadania, da responsabilidade pessoal e social da profissão médica nestes jovens futuros médicos".







94 visualizações

Comentarios


bottom of page