Diferentes projetos marcaram a reabertura da Cidade da Criança


Música, teatro, esporte e saúde. Essas foram algumas atividades realizadas na reabertura da Cidade da Criança, nesta quarta-feira (12), feriado do Dia das Crianças. Diferentes projetos da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) e de instituições parceiras fizeram a alegria da criançada. O Grupo Oficina de Textos Terra da Alegria (Gotta), a ONG Orquestrando a Vida, Navegando na Poesia (da Associação Raízes, com patrocínio da Petrobras) e o projeto Estação Educação, por exemplo, encantaram e levaram emoção aos adultos e crianças. Primeira a se apresentar, a Orquestrando a Vida apresentou três peças populares. Uma retratou as regiões do país, outra nordestina e a terceira foi uma mistura de três pequenas peças, sob o comando do Maestro Brian Fleming e 30 componentes. "Toda vez que eu passava e via como estava esse espaço, ficava muito triste. Criança é alegria, amor. Um espaço tão maravilhoso fechado. Poder estar presente na reabertura é uma alegria muito grande e poder contribuir para o espaço é muito gratificante", disse Jony William.

Já o grupo Gotta apresentou o espetáculo "Menino de todas as cores" que retrata a importância da inclusão. "É sempre emocionante fazer parte de momentos como esse, que tem como principal objetivo desenvolver a inclusão" disse a Coordenadora do Gotta, Simone Jardim.

O Navegando na Poesia apresentou "Monstro das Cores" interpretação e adaptação de uma obra literária infantil que retrata as emoções. A coordenadora Rachel Carvalho contou que o espetáculo foi adaptado através de suas vivências nas escolas. "Vamos do funk ao violino e do violino ao funk mostrando a musicalidade". O esporte também esteve presente com atividades como futebol e amarelinha. O coordenador geral do programa Esporte Vida, Leonardo Mantena, disse que em breve o espaço vai contar com práticas esportivas. "Vamos ter muitas atividades inclusivas", garantiu Leonardo. O Programa Saúde na Escola (PSE) levou vários projetos como Programa "Família na Escola (PSF)", "Diga Não às Drogas" e "Eu digo não: Prevenção ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças", além de aferição de pressão arterial e teste de glicemia.

A promotora de vendas, Márcia Pessanha de Oliveira, estava com a filha, Maria Fernanda, 8 anos, ouvindo atenta as informações do PSE. "Estou achando muito interessante a parte que fala dos perigos da Internet. Muitas vezes a gente desconhece os riscos e não sabe o que fazer para proteger as crianças. Estou aprendendo muitas dicas", disse Márcia. O projeto Estação Educação montou uma estrutura na geodésica menor da Cidade da Criança, onde foram apresentadas videoaulas gravadas por professores da rede municipal de ensino, que fazem parte do projeto, e estão disponíveis no Portal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) para acesso de qualquer servidor ou população em geral. Também estavam presentes o ônibus do Hemocentro de Campos e a Fundação da Infância e Juventude (Fia).

4 visualizações