Educação encerra segunda etapa de formação do Lab Mais nesta sexta-feira


A segunda etapa da Formação Lab Mais realizada pela Secretaria de Educação, Ciência e Educação (Seduct), por meio da Escola de Formação de Educadores Municipais (Efem) termina nesta sexta-feira (11), nas escolas da Rede Pública Municipal. A capacitação nesses últimos dias é direcionada aos laboratórios de Robótica. Uma das escolas polo do curso é a Professora Eunícia Ferreira da Silva, no Parque Santa Rosa. Diretora da unidade, Daniely Pelicioni, falou da importância de receber a capacitação. “Foi muito prazeroso receber, pela primeira vez, a oportunidade de ser polo do curso de robótica, descentralizando os cursos que até então, só aconteciam na área central. Os professores que moram ou trabalham perto do bairro tiveram a oportunidade de fazer o curso mais próximo", disse a diretora. A capacitação também foi elogiada pela professora de Robótica, Marilza Paes. “O curso está sendo ótimo. Aprendendo novas montagens, várias programações, além de ótimas dicas, até porque quem está nos ministrando essa segunda etapa é a professora Simone de Oliveira Leitão, que, além de ser maravilhosa para explicar, é autora do material pedagógico e formadora da Brink Mobil”, disse a professora. A capacitação é voltada aos laboratórios da Educação Infantil, Brincar & Aprender; Robótica e Ciências. A Coordenadora da Efem, Talita Ernesto, explicou que a escolha por realizar a formação nas escolas foi para dar mais pertencimento e ficar mais próxima à realidade do professor. No mês de fevereiro de 2023, será realizado mais um ciclo formativo, contemplando a segunda etapa dos laboratórios de Ciências - anos finais, Matemática - Anos iniciais e finais, Brincar e Aprender - Ensino Fundamental. “O evento tem como objetivo capacitar educadores para o uso qualitativo do laboratório de Ciências - anos iniciais, Brincar e Aprender - Educação Infantil, Robótica - anos iniciais, como suporte prático para o desenvolvimento e aprimoramento de conteúdos teóricos, de modo que adquiram a desenvoltura e a segurança necessárias para implantar o hábito das práticas experimentais no dia a dia dos alunos e deles próprios. Cada educador fará a formação correspondente a seu segmento de atuação e laboratório recebido em sua escola”, ressaltou Talita. Em julho, cerca de 3 mil educadores participaram da primeira etapa da Formação Lab Mais: Ciências, Matemática, Robótica e Brincar & Aprender, na Universidade Estácio de Sá. O curso teve duração de duas semanas e os participantes tiveram a oportunidade de aprender sobre os equipamentos e brinquedos dos laboratórios de Matemática, Ciências, Robótica e do Brincar&Aprender e como utilizá-los nas salas de aula. Também são polo da formação em Robótica, as Escolas Municipais: C. E. 29 de Maio, Ciep Maestro Villa Lobos, Wilson Batista e Manoel Coelho. Ao todo, 75 escolas já receberam laboratórios de robótica. Desse total, 47 foram entregues nesta quinta-feira (10). A coordenadora de Tecnologias e Mídias Digitais da Secretaria, Anna Karina Vieira, falou sobre o assunto. "A capacitação de docentes favorece um despertar no conhecimento da robótica e permite a aplicação deste conteúdo e recurso em sala de aula. A formação em robótica educacional contribuiu na promoção de um ensino interessante e inovador, no qual o aluno atua como agente na construção do seu conhecimento. Além disso, estimula os discentes a serem responsáveis pelo enriquecimento dos seus próprios saberes, além de proporcionar o desenvolvimento e aquisição de habilidades, competências, raciocínio lógico, pensamento crítico e trabalho em equipe."

9 visualizações