Educação realiza capacitação em Libras para professores e orientadores pedagógicos

A certificação é de 30 horas e as próximas aulas acontecerão nos dias 18/10, 01/11, 15/11, 29/11 e 13/12

Foto: Wellington Rangel


A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), por meio da equipe de Educação Especial Inclusiva da Coordenação Multiprofissional, segue realizando formação continuada para os servidores. Trata-se do projeto de valorização dos profissionais da rede municipal de Educação. Um dos cursos prosseguirá até o final deste ano e aborda o tema: “Estratégias para a comunicação em Libras”. O conteúdo é transmitido por videoaulas e pelo aplicativo Telegram.

Segundo a coordenadora Multiprofissional da Seduct, Adriana de Lima Gonçalves, o objetivo dessa capacitação é auxiliar professores e orientadores pedagógicos no ensino de alunos com surdez, dando noções de como o aluno surdo aprende e interage com as habilidades previstas na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A certificação é de 30 horas. As próximas aulas acontecerão nos dias 18/10, 01/11, 15/11, 29/11 e 13/12.

“A capacitação é realizada pela professora da rede municipal, Licia Borba de Azevedo, que é Instrutora e Intérprete de Língua Brasileira de Sinais (Libras). Na turma atual estamos com 15 inscritos e as aulas são realizadas por videoaulas com atividades enviadas e corrigidas pela professora. Os alunos se mostraram animados e responsáveis com as atividades. No decorrer do ano já capacitamos cerca de 90 profissionais da rede com esse curso”, informou Adriana.

De acordo com o secretário da pasta, Marcelo Feres, a rede atende 851 estudantes com necessidades educacionais especiais nas escolas e creches municipais. “Desse total, 36 têm deficiência auditiva. A inclusão precisa ser a nossa linguagem. É preciso assegurar que todos os estudantes da nossa rede tenham seu processo de escolarização assegurados. Ninguém pode ficar pelo caminho, principalmente nesse período de pandemia”, afirmou o secretário.


Esses alunos estão recebendo atividades de forma virtual tanto do professor regular quanto do professor da Sala de Recursos. São atividades adaptadas para cada aluno respeitando suas especificidades.


Reportagem: Kamilla Uhl

105 visualizações