Educação de Campos dialoga com o Estado do Espírito Santo


O secretário municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), professor Marcelo Feres, visitou a sede da Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo (SEDU), nesta terça-feira (03). O objetivo foi conhecer as experiências exitosas daquela rede estadual, que conquistou o primeiro lugar no índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do Brasil em 2019, e também vem avançando no que diz respeito à ampliação do uso de tecnologias nas escolas.


Ele foi recebido pelo secretário da pasta e presidente do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed), Vitor de Angelo; superintendente Regional de Educação de Carapina, Diassis Ximenes; e pela assessora de Relações Institucionais da SEDU, Aline de Paula. Em seguida, a comitiva visitou a Escola Professor Renato José da Costa Pacheco, com 1.500 alunos matriculados, acompanhada do diretor da unidade, Glauber Silveira.



De acordo com o secretário, a rede estadual possui cerca de 245 mil alunos, 430 escolas e 18 mil servidores. Segundo ele, o quadro institucional dos últimos 20 anos é considerado favorável, por ter contado com secretários técnicos, ligados à área de educação, que buscaram profissionalizar o setor de forma crescente, dentre outras medidas.


"Nós agradecemos a presença do secretário Marcelo. Avançamos muito em vários pontos, mas também somos uma rede com muitos desafios, e a gente aprende também ao compartilhar experiências com outros municípios e estados. O que vocês fizeram aqui hoje, nós também já fizemos. Estamos à inteira disposição para ajudar no que for preciso", disse Vitor.


Para Vítor, os indicadores refletem a prática dos municípios e estados. "É necessário transformar a gestão e a prática docente em evidências institucionais, começando pela administração até a sala de aula. Fazer políticas avulsas não é producente. É necessário ter um sistema integrado, que converse com todos os setores", salientou.


O Estado do Espírito Santo, há muitos anos, faz a avaliação externa própria, por meio do Programa de Avaliação da Educação Básica do Espírito Santo (PAEBES), segundo ele. "Realizada em parceria com o Centro de Políticas Públicas e Avaliação da Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (CAED/UFJF)- que reflete no Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), a prova foi aplicada em outubro e o resultado obtido em janeiro. Dessa forma, já começamos o ano letivo com os dados necessários. O desafio é monitorar se o currículo foi aplicado, se a aula foi dada e se o aluno aprendeu de fato", comentou.


O secretário falou, ainda, sobre dois outros pontos importantes implantados no Estado: o Sistema de Gestão Educacional do Espírito Santo e o Centro de Formação de Professores. A criação do Programa de Fomento ao Tempo Integral no Âmbito Municipal também merece destaque, pois garantiu a triplicação do número de escolas de tempo integral na rede. "Além disso, temos o SEDU Digital, responsável por assessorar as escolas no uso das tecnologias", lembrou.



Marcelo Feres afirmou que a Seduct vem promovendo uma série de encontros com gestores de outras redes de educação do país, visando aprimorar o planejamento da rede municipal de educação de Campos, a fim de melhorar a qualidade do ensino-aprendizagem e, por consequência, os índices comuns a todos os municípios brasileiros.


"Essa troca de experiências é fundamental. Não acredito em atalhos para se construir uma educação pública de qualidade. Existe um longo caminho a ser percorrido, e todas as cidades que atingiram bons índices percorreram esse caminho. O planejamento deve ser pensado para ser desenvolvido por décadas. Não resolve questionar os indicadores sem fazer nada para melhorar. E nós estamos buscando as experiências que deram certo para levar para Campos e oferecer o melhor para nossos estudantes", pontuou Marcelo.


Confira aqui as demais cidades visitadas AQUI e AQUI.

33 visualizações