Educadores do Ciep Clóvis Tavares e gestores escolares se reúnem



Uma gestão democrática e participativa, na qual educadores, gestores, pais de alunos e demais profissionais podem compartilhar suas experiências, sugestões, angústias e demandas. Assim está sendo escrita a história da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) desde o ano passado. Nesta sexta-feira (19), o secretário da pasta, Marcelo Feres, visitou novamente o CIEP Clóvis Tavares, em Nova Brasília, para executar os projetos Diálogo com Educadores e Secretário em Ação. Estavam presentes gestores das Escolas Municipais Professor Walter Siqueira, EM Senador José Carlos Pereira Pinto, EM 29 de Maio e EM Alva Doralice; e das Creches Ruth Chagas Manhães, CE Salvador Rangel Lopes, Dom Hélder Câmara e Benedito Alves Barreto, além do Ciep. Professores de nova Brasília também encontraram espaço para o debate. Para a diretora Ana Paula Boa Morte esse tipo de ação ajuda a garantir maior agilidade nas respostas das demandas. “Foi uma tarde muito produtiva, onde o ganho maior foi essa aproximação dialógica com o nosso Secretário, professores e também diretores próximos. Os desafios são muitos para alcançar uma educação de qualidade, mas disposição não tem nos faltado para seguir em frente”. O encontro iniciou com apresentação musical do coral do Ciep formado por alunos e regido pela professora de ciências e regente, Erica Pontes, que também fechou a reunião com um lindo poema de sua autoria. “Estar presente nas escolas nos ajuda a entender ainda mais as dificuldades dos professores e diretores. Além disso, aprendemos muito com eles, pois são quem apresentam as verdadeiras soluções dos problemas. Estou muito satisfeito com essa rede, pois, agora, vejo esperança nos olhos dos profissionais. Essa é uma oportunidade ampla de aprender com eles e ouvir proposições e sugestões, num modelo de gestão democrática. Não conseguimos resolver todos os problemas ao mesmo tempo, mas estamos engajados para buscarmos a melhor educação. E o Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) é o caminho de compromissos que a gente assumiu em 2021 para quatro anos. Conseguimos virar a página da educação com o retorno presencial, e com os avanços conquistados até aqui, como a merenda de qualidade, laboratórios, mobiliário, enfim, fazendo com que cada unidade tenha as condições necessárias para seu desenvolvimento”, finalizou Marcelo.

6 visualizações