top of page

Efem: cerca de 60 cursos este ano e mais de 6 mil inscrições




A política de valorização dos servidores públicos da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) inclui a formação continuada do seus profissionais, e é parte do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) – norteador das ações da atual gestão municipal. Foi pensando nisso, que a Secretaria criou a Escola de Formação dos Educadores Municipais (Efem) que promoveu cerca de 60 cursos presenciais e on-line somente este ano. Desde o ano passado, foram mais de 6 mil inscrições realizadas.


Agora com uma sede própria inaugurada pelo prefeito Wladimir Garotinho e pelo secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, neste mês, a Efem tem um cronograma estabelecido até dezembro deste ano, envolvendo diversas temáticas e contemplando profissionais de diferentes áreas. A escola funciona desde o dia 2 de agosto na Avenida Alberto Torres, 174, Centro, em frente ao Previcampos. Antes, porém, dezenas de formações vinham sendo garantidas em diferentes locais.


Os palestrantes são altamente gabaritados com doutorado, mestrado ou especialização em suas áreas de atuação e vasta experiência. Na próxima semana, por exemplo, de segunda (14) a quinta-feira (17), a Efem vai promover o curso “Aprendizagem baseada em projetos e por resolução de problemas: metodologias ativas para otimizar o aprender”. Em cada dia, um grupo de professores da Educação Infantil será beneficiado – do berçário ao pré-3.


De acordo com a coordenadora da Efem, Talita Ernesto, uma equipe de ponta ficará responsável pela capacitação: Regina Lannes, professora, pedagoga, psicopedagoga, institucional e clínica, tecnóloga em processos escolares, pós-graduada em coordenação pedagógica e especialista em Cultura, Comunicação e Linguagem; Paula Gomes, professora de Suporte Pedagógico (PSP) da Seduct, pós-graduada em psicopedagogia clínica e institucional; e Rodolfo Rodrigues Pontes, mestre em Artes, especialista em Literatura, Memória Cultural e Sociedade e em ensino de Artes: Técnicas e procedimentos; licenciado em Artes Visuais e Cultura e graduado em Design Gráfico.


“Esta formação terá como foco o trabalho de conceitos fundamentais para a prática docente no processo de alfabetização e de letramento. Resgatar conceitos trabalhados na formação inicial do professor como análise de escrita, de leitura, de desenho, habilidades lógicas, de caminhos mais concretos para realizar projetos mais contextualizados, que darão suporte teórico fornecendo melhores condições para realização de um trabalho com foco no aprimoramento do processo ensino-aprendizagem”, explicou Talita.


Quarta-feira (16), a palestrante Sthefanny Araújo, analista da Coordenação de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae RJ, formada em Publicidade e Propaganda e especialista em Finanças, falará sobre o Projeto Jeep – educação financeira. Podem participar professores do 3o ano do Ensino Fundamental anos iniciais, Educação de Jovens e Adultos (EJA), Ensino Fundamental anos finais: projeto integrador, pensamento computacional, geografia e ciências e projeto de vida.



Em 21 de agosto, acontecerá a formação Robótica educacional: experiências com o Ensino Fundamental anos finais, com a palestrante Ana Claudia Peixoto da Silva, psicóloga e professora no Espaço de Tecnologias e Robótica na rede municipal. O curso será no Laboratório de robótica da EM Amaro Prata Tavares, na Avenida Formosa, Centro. No dia 24 de agosto, haverá dois Minicursos para o Ensino de Física com a doutora Maria Priscila Pessanha de Castro e a doutora Cassiana B. H. Machado.


Outro curso importante abordará o tema “Bullying e ciberbullying: Como trabalhar com esta temática na escola?” Acontecerá em três datas: 24/08, 31/08 e 14/09/2023 e será voltado para gestores, pedagogos, instrutores, auxiliares e professores. A palestrante será Anna Luiza do Nascimento Ferreira, mestranda em Cognição e Linguagem; especialista em Neurociências aplicadas à aprendizagem; pedagoga e psicóloga.


“Como são muitas formações e dezenas delas já estavam agendadas antes da inauguração da nossa sede, ainda manteremos alguns cursos em locais como a Cidade da Criança, por exemplo. Procuramos oferecer cursos mais prolongados de 30h, 60h, 120h. Enfim, os profissionais podem fazer quantos cursos desejarem, pois ofertamos nos turnos da manhã, tarde e noite para facilitar, e todos com certificado para ajudar no aumento salarial”, afirmou Talita.


Ela destacou que a nova sede é de fácil acesso a todos os servidores, pois fica no Centro da cidade. “Além disso, traz identidade para nossa rede, é um ganho para nós educadores. Não é qualquer município que tem uma escola de formação”, completou a coordenadora.




73 visualizações

Comments


bottom of page