EJA ministra aula inaugural do curso de empreendedorismo digital


Uma aula inaugural está marcando o início do curso “Empreendedorismo em Mídias Sociais e Digitais”, destinado a alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), em diversas unidades escolares. Ao todo, foram oferecidas 1.210 vagas, distribuídas entre 11 municípios, sendo 250 para Campos. Nesta sexta-feira (01), a aula inaugural foi ministrada na Escola Municipal Wilmar Cava Barros; quinta-feira (31), aconteceu na Escola Municipal 29 de Maio e, na próxima segunda-feira (04), contemplará os estudantes da Escola Municipal Professora Olga Linhares. Durante a aula inaugural, os alunos ficaram sabendo como o curso vai ser desenvolvido e ainda sua importância para que o empreendedor tenha sucesso em seu negócio. Os alunos vão aprender sobre cultura digital, mídias sociais e digitais, direitos autorais na era digital, marketing digital, comunicação e atendimento, práticas empreendedoras, entre outras. O curso é exclusivamente para alunos matriculados na EJA, sendo uma parceria da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) com o Instituto Federal Fluminense (IFF). É gratuito, totalmente on-line e tem duração de 3 meses e com carga horária de 165 horas. O curso visa capacitar estudantes da EJA com noções e conceitos do uso de mídias sociais digitais orientados à ação empreendedora. Entre os objetivos estão: Desenvolver a criatividade e o senso empreendedor necessário para a gestão voltada ao atendimento das demandas regionais e ainda implementar estratégias de marketing voltadas para o empreendedorismo através dos usos das mídias sociais digitais. A coordenadora da EJA, Greice Souza destacou a importância de cursos como esses e destacou que a Lei de Diretrizes e Bases, a LDBEN 9.394/96 estabelece no parágrafo 2º do artigo 1º que a educação escolar deverá vincular-se ao mundo do trabalho e a prática social. “Vejo essa parceria Seduct e IFF atuando exatamente nesse fim. O curso de Empreendedorismo em Mídias Digitais e Sociais vem ao encontro dessa ideia, que é preparar o nosso aluno, EJA, fases finais da rede municipal de ensino, para um dos maiores mercados de trabalho do momento, que é na área de tecnologia”, finalizou.

5 visualizações