top of page

Escola da Codin realiza 1º Festival Literário nesta quarta



Poesia, dança, apresentações musicais e divulgação de livros produzidos pelos alunos. Essas são algumas das atrações do Festival Literário que vai acontecer nesta quarta-feira (19), durante todo o dia, na Escola Municipal Augusto Machado Viana, situada no Bairro da Codin, em homenagem ao Dia do Livro, celebrado nesta terça (18). A diretora, Ana Lúcia Ricardo Carvalho, conta que o 4º ano do Ensino Fundamental preparou um livro de receitas e o 5º ano, uma obra sobre o patrimônio cultural de Campos.


O objetivo do festival é dar às crianças a oportunidade de se aprofundar em obras literárias e ainda incentivar a leitura e a escrita. De acordo com Ana Lúcia, o 3º ano vai recitar o poema “A Bailarina”, de Cecília Meireles e o 4º ano vai cantar a música “Aquarela” de Toquinho. Toda a escola está envolvida no festival através de dança, música e poesia.



"Para mim, trabalhar com a cultura é fundamental na aprendizagem do aluno. E o mais importante é começar nos diferentes níveis de escolaridade e sentir o processo crescendo gradativamente. Valorizo sempre a leitura na Educação e como diria Monteiro Lobato, ‘Quem lê mal ouve mal, fala mal e mal lê’. É um dia de festa pois estaremos comemorando o Dia da Poesia e do Livro. Com essas duas datas importantes estamos realizando o 1º Festival Literário da escola com declamação de poesias, música, divulgação dos livros produzidos por nossos alunos e ainda a apresentação de personagens como a Cuca do Sítio do Pica Pau Amarelo. Teremos também distribuição de picolé e geladinho para alegrar a garotada. Agradeço aos professores, alunos e funcionários que contribuíram para que nosso festival acontecesse. Sou grata também a Deus por me capacitar cada vez mais na profissão que amo fazer parte”, diz Ana Lúcia.



A vice-diretora da unidade, Jeanini Crespo Gomes de Abreu, também falou sobre a importância do Festival. “Participar desse evento é de grande valia e emoção para mim. Dessa forma podemos estimular a criatividade, imaginação, fantasias, sonhos, afetividade e interesse pela Literatura, desde os livros mais simples até os clássicos. Despertar o gosto pela leitura e pelas artes através das práticas lúdicas pedagógicas é algo inexplicável em meu coração, pois, quando vejo os olhinhos de nossas crianças brilharem fico muito feliz, emocionada e realizada por saber que estou no caminho certo”, finaliza a vice-diretora.



75 visualizações

Comments


bottom of page