Escola de formação de professores foi o tema do Hora da Educação




Segunda capacitação do Lab Mais em novembro e um curso de formação, pelo Youtube, voltado à Educação midiática, letramento, alfabetização e gestão. Essas foram algumas novidades anunciadas ontem pela coordenadora da Escola de Formação de Educadores Municipais (Efem), Talita da Silva Ernesto, durante o programa Hora da Educação, apresentado pelo secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, do canal do Pae, no YouTube.


Talita, é doutora e mestre em Cognição e Linguagem pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (Uenf), mestre em Ciência da Educação pela Universidade Autônoma de Assunção e graduada em Pedagogia. A proposta da Efem é promover o fortalecimento da Educação, através de ações de capacitação continuada, visando contribuir para a melhoria da qualidade do ensino e da aprendizagem.


Durante a live, Talita falou sobre a primeira capacitação do Lab Mais que compreende laboratórios de Ciência, Matemática, Robótica e Brincar&Aprender, que contou com a participação de cerca de 3 mil professores.


“Tivemos quatro formadores para cada laboratórios, que vieram de Curitiba e três horários para atender a todos, manhã, tarde e noite. Na próxima formação iremos capacitar para o laboratório do Brincar &Aprender e a segunda fase para os outros laboratórios. Quero ressaltar que nossos educadores são muito envolvidos e gostam sempre de dar o melhor. Por isso, nossa preocupação com os cursos que oferecemos. O próximo, que vai ser feito de forma remota, agora em setembro, vai acontecer às quintas-feiras, às 19h30 e terá 24 temas”, diz Talita.


Marcelo Feres destacou a importância de valorizar os professores dando-lhes a oportunidade de se capacitarem e obterem novos conhecimentos.


“Estamos trabalhando para destruir as barreiras que dificultam a aprendizagem. Isso passa pela motivação, capacitação, segurança na escola, mobiliário, participação da família. Eu vejo sinergia, motivação, um ambiente de renovação e de esperança de que a nossa educação tem jeito. E olha que não estamos mudando pessoas, só estamos tentando eliminar barreiras, fazendo uma gestão participativa”, disse o secretário.


Para finalizar, Talita fez um convite aos educadores:


“A escola que deseja uma formação específica pode nos solicitar. Nos convide e a gente vai até a escola. O nosso desejo é criar uma comunidade investigativa colaborativa a partir da realidade e experiência deles. Só precisamos que os educadores nos chamem. Hoje, a educação tecnológica é mais uma opção. É algo obrigatório, que nasce nas políticas públicas, de dar aos professores condições para realizar esse trabalho, mas o professor deve se responsabilizar também e levar essa linguagem tecnológica para a sala de aula”, concluiu Talita.


Na próxima semana, o Hora da Educação vai receber a diretora pedagógica da Seduct, Tânia Alberto, que vai tratar do tema Recuperação da Aprendizagem. Ela é servidora pública, graduada em Pedagogia e Geografia, pós-graduada em Filosofia e em Ensino à Distância, mestre em Ensino de Ciências do Ambiente, e possui vasta experiência em Educação Básica e Superior.


20 visualizações