Escola Farol de São Tomé realiza II Jornada do Saber da EJA






Aos 65 anos, o aposentado Jorge Francisco de Souza, voltou para a sala de aula porque se sente feliz estudando. Ele parou de estudar no 1º Ano do Ensino Fundamental pois precisava cuidar dos irmãos e, posteriormente, trabalhar. Assim como Jorge, outros alunos da Educação de Jovens e Adultos (Eja) estão participando da II Jornada do Saber 2022, realizada na Escola Municipal Farol de São Tomé. O evento teve início na segunda-feira (17) e termina na próxima sexta-feira (21).


O objetivo é estimular os alunos quanto às perspectivas em relação ao mercado de trabalho, através do tema: “Formação para a vida e para o trabalho: construir no presente e realizar no futuro!”. Diretor da unidade, Guilherme Alves Monteiro, explica que a escola tem 70 alunos na Educação de Jovens e Adultos e a ideia da jornada surgiu há 5 anos.




“A gente colocou essa ideia em prática e, na época, fez muito sucesso. Agora, não está sendo diferente. Os alunos estão gostando muito da interação com os palestrantes e essa troca de experiências tem sido muito importante para eles. Queremos que eles nunca desistam de seus sonhos e que acreditem que o estudo abre portas”, diz Guilherme.


Mestre em Matemática, o professor Flávio Ribeiro de Souza Júnior participou da Roda de Conversa: “O ensino da EJA: perspectivas de crescimento e transformação para os educandos”, na abertura da II Jornada, segunda-feira. Flávio é professor e ex-aluno da Eja. Ele elogiou a iniciativa.


“Foi uma conversa muito interessante porque a aprendizagem não se dá apenas na sala de aula, mas também através das vivências e experiências. Esse momento que tivemos foi de extrema importância porque realizamos essa aprendizagem por meio de várias experiências trocadas. Sobretudo, no sentido de estimular os nossos alunos, de dizer que eles podem ir além e que tem um sistema comprometido com eles o tempo inteiro, desde o momento que entram no portão, desde a direção da escola até a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), que tem se mostrado presente em todas as ações que temos proposto no sentido de melhorar a qualidade dos nossos alunos aqui na escola”, pontua.



Professor de Arte, Artur Ferreira também ressaltou a importância da Jornada do Saber. “É o momento da gente, alunos e professores, valorizar a caminhada de quem veio antes de nós, de valorizar esse caminho que foi aberto a muitas custas, caminho difícil de ser trilhado, mas a gente segura um no outro e vai junto, aprendendo cada dia mais com os mais velhos e com quem nos dá a oportunidade de continuar andando, sem esquecer de quem vem junto conosco. Esse momento de troca de conhecimentos, de saberes e, principalmente, de afetos, é de suma importância. Afetos que movem a gente, podendo transformar nossas realidades e impactar as pessoas. Isso é superimportante para continuarmos juntos, construindo uma educação de jovens e adultos que seja cada vez mais libertadora e que tenha a ver com os nossos estudantes e com o mundo que vivemos hoje”.


A coordenadora da EJA, Greice Mara, destacou que a II Jornada do Saber mostra que a rede está no caminho certo. “O evento conta com palestrantes com temas bem pertinentes para a realidade da EJA. Ver nossos alunos interagindo, dialogando, participando da roda de conversas, com os olhos ávidos por conhecimento nos motivam cada vez mais. O exemplo do senhor Jorge, de 65 anos, por exemplo, nos motiva. Alegre e participando todos os dias, ensinando com suas e experiências e aprendendo com a juventude. Esse é o verdadeiro sentido da EJA”.


PROGRAMAÇÃO


Na terça-feira o evento contou com a palestra “Seja protagonista da sua vida: realize no presente e construa no futuro”, ministrada pelo Mestre em Pesquisa Operacional e Inteligência Computacional, professor Tiago Tadeu Ribeiro Sousa. Logo em seguida, a mestra em Sociologia Política, professora Gabby Maturana Teixeira, falou sobre “Políticas Públicas que garantem o Ensino”.


Na quarta-feira (19) a programação ficou por conta da palestra “Uma trajetória peculiar, mas possível”, com a pedagoga Eliz Rosa, e a primeira parte da Gincana Cultural com o tema “Um mundo de amor só depende de nós”, na qual foram apresentadas tarefas dadas aos alunos previamente.


Quinta-feira (20), a Especialista em Comunicação, Cultura e Linguagem, professora Simone Bianchi dos Guaranys vai falar sobre “A EJA e o processo de formação cultural, social e respeito às individualidades”. Haverá, ainda, sorteio de brindes e premiação dos alunos-destaque do bimestre.


A culminância acontecerá na sexta-feira (21) através da oficina: “ODARA: é noix por noix (a mãe como cultivadora da vida na cultura ioruba) com a professora Tainã Mello. Vai ter ainda continuação da Gincana Cultural, sorteio de brindes e premiação.

95 visualizações