top of page

Escola Helena Machado de Itereré vai ganhar horta escolar





A Escola Municipal Helena Machado de Oliveira, em Itereré, vai ganhar uma horta escolar em breve, com apoio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) e da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Pesca. Com o objetivo de incentivar a reciclagem como forma de renda e cuidados com o solo, conscientizar alunos e comunidade para plantio e coleta para seu desenvolvimento financeiro, e também para a melhorar a alimentação das famílias, a horta será lançada no dia 7 de outubro, durante a Festa da Primavera.


Para isso, toda a comunidade escolar já está envolvida nas ações e colocando a “mão na massa”. Na semana passada, a chefe de Gabinete da Secretaria, Mônica Maia, representando o secretário Marcelo Feres, e o coordenador da Educação do Campo da Seduct, Marcelo Vianna, participaram de reunião preparatória e de planejamento das ações educativas para o início do plantio, com a diretora da unidade escolar, Luciana Matos Porto, e membros da comunidade.


De acordo com Mônica, a horta conta com seis canteiros, servirá de espaço educativo vivencial fora da sala de aula, onde crianças, educadores e comunidade poderão modificar suas relações no processo de aprendizagem, dando sentido aos estudos sistematizados em sala, com enfoque na defesa de uma alimentação saudável, entendendo o valor que a terra possui, a preocupação ambiental e a melhoria das condições de vida das populações do campo.


“Temos hortas escolares em outras unidades da rede municipal de ensino e elas acabam por mudar a rotina das famílias, pois ensinam sobre alimentação saudável, educação financeira, melhoram a relação família X escola, entre outros benefícios”, afirmou Mônica.


O projeto pretende, ainda, ajudar a renovar os conhecimentos dos envolvidos a respeito da cultura do plantio; aproximar as famílias da equipe escolar, compreender a importância da reciclagem e da coleta seletiva de lixo, desenvolver um trabalho interdisciplinar, promover atividades didático-pedagógicas integradas ao currículo, utilizando a horta escolar como instrumento pedagógico para o ensino-aprendizagem; resgatar e valorizar a cultura da localidade, promover rodas de conversas com moradores conhecedores da agricultura familiar e histórias da localidade, etc.


"A Horta Escolar da Helena, como assim é chamada no Projeto, é uma iniciativa da comunidade com apoio das Secretarias de Educação e Agricultura como caminho de uma pedagogia crítica com responsabilidade na saúde e ambiental, nas escolas localizadas no meio rural do município. A referência educativa para o início das atividades será uma mulher negra, a agricultora senhora Agnete Andrade, que cultiva feijão em uma ilha na localidade de Santa Cruz”, informou Marcelo Vianna.



A gestora acrescentou que a novidade agradou não apenas os profissionais e estudantes, mas também as famílias da localidade. “A Escola Helena Machado de Oliveira agradece o carinho da Mônica Maia, sempre muito cuidadosa e presente em nossa escola, e ao Marcelo Vianna que serão nossos grandes parceiros para o desenvolvimento deste projeto, além do senhor Diogo que nos ajudará no resgate cultural da comunidade local”, destacou Luciana Matos.


“Nós estamos bastante animadas com o projeto”, ressaltou a ex-aluna e hoje mãe de estudante da unidade, July, que vive na localidade de Itereré.

102 visualizações

Comments


bottom of page