Escolas ajudam pais sem acesso à internet a realizarem pré-matrícula

O prazo para cadastro de pré-matrícula para a rede municipal de ensino termina nesta sexta-feira (26)

Foto: Wellington Rangel


As famílias sem acesso à internet ou que não dominam as ferramentas digitais estão contando com apoio das equipes das unidades escolares para realizarem a pré-matrícula visando ingresso na rede municipal de ensino. Basta que os pais ou responsáveis pelos alunos procurem uma escola ou creche mais próxima de sua residência para pedir auxílio. O prazo para fazer o cadastro para concorrer a uma vaga para o ano letivo de 2022 termina nesta sexta-feira (26) e deve ser feito AQUI . Até o início da noite desta quinta-feira (25) mais de 5.800 inscrições haviam sido realizadas.


“A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) abriu o processo no dia 16 de novembro. Podem se candidatar os novos estudantes que desejam ingressar na educação infantil, no ensino fundamental, na modalidade da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e na educação especial”, informou o secretário da pasta, Marcelo Feres.


Os critérios para alocação e mais informações podem ser conferidos na portaria publicada no Diário Oficial do município AQUI Segundo o secretário, o resultado será divulgado em 12 de janeiro de 2022.


Por outro lado, o processo de renovação de matrícula dos alunos que já estudam na rede municipal deve ser feito até o dia 30 de novembro, pessoalmente, nas próprias unidades escolares. “É muito importante que os responsáveis não percam esses prazos, para que nenhuma criança fique sem estudar no próximo ano, porque a Educação ilumina vidas”, disse Marcelo.

Jessica Laine Nunes realizou a pré-matrícula do seu filho Téo, de 1 ano, com a ajuda da diretora Tatiana. A expectativa é que ele consiga uma vaga na Creche de Lagoa de Cima. Para a outra filha, Isadora, de 3 anos, que estudava na Creche, Jessica solicitou renovação de matrícula, dessa vez, para a Escola Municipal de Ponta da Palha, que também fica em Lagoa de Cima.


“Deu tudo certo no nosso cadastro. A diretora criou um grupo no whatsapp para ajudar as mães e dar as informações que a gente precisava. Temos uma diretora muito boa, ela faz de tudo pra ajudar a gente. Estou ansiosa com a volta às aulas, apesar de também ficar apreensiva com a questão da Covid. Temos bastante apoio da diretora e dos professores, mesmo online, mas é muito difícil aprender à distância”, afirmou Jessica.


Reportagem: Kamilla Uhl

12 visualizações