top of page

Estação Educação com acervo disponível para pais, alunos e educadores



Uma biblioteca aberta 24 horas ou uma sala de aula disponível a todo tempo para alunos, pais e educadores. É dessa forma que funciona o Projeto Estação Educação, disponível no Portal Programa de Aprendizagem Especial (PAE). No portal, criado pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) , estão disponíveis 367 aulas gravadas por professores da Rede Municipal com temas variados, que vão desde a Educação Infantil ao Ensino Fundamental, anos Iniciais e Finais.


O projeto visa à gravação e edição de vídeos educacionais produzidos pelos departamentos, escolas e coordenações da Seduct. A Coordenadora do projeto, Carolina Carlos da Silva de Souza Sobrinho, explica que atualmente são 11 professores, oito técnicos e 4 salas-estúdios com câmeras, iluminação, microfone e outros recursos, nas unidades escolares selecionadas.


As salas-estúdios estão implantadas na Escola Municipal Maria Lúcia; E.M Amaro Prata Tavares, Creche Escola João Perdecene Neto Ciep Wilson Batista e na sede da Seduct. Para acessar o portal basta entrar no Pae, através desse link e escolher qual aula deseja assistir. O conteúdo está disponível a todos e, para facilitar o acesso, separados por segmento, disciplina e ano de escolaridade.


ACERVO

Carolina explica que o Estação Educação teve início em 2022 com o propósito de criar um acervo de materiais didáticos-digitais no Portal PAE (Programa de Aprendizagem Eficiente) servindo de instrumentos para recomposição das aprendizagens dos alunos e também como potencializadores das aprendizagens sistematizadas e formalizadas nas escolas e para além delas. O material encontra-se ao alcance de toda comunidade educativa e todos aqueles que desejarem utilizar. 


“De lá pra cá, o projeto vem se reestruturando e se atualizando para atender as demandas que surgem. Gravamos aulas que podem ser utilizadas também como modelo, visando ajudar aos professores da rede municipal a trabalharem em sala de aula com os mais diversos recursos tecnológicos disponibilizados nas escolas pela Seduct. Temos aulas de robótica da Educação Infantil e Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais; laboratórios Brincar e Aprender, de Ciências e Matemática, além de aulas com conteúdo acadêmico de diversas áreas do conhecimento, sempre se pautando nas habilidades da Base Nacional Comum Curricular (BNCC)”, Ressaltou Carolina.


A coordenadora cita algumas aulas que, para ela, tiveram um significado especial.  “Destaco a aula de robótica da Educação Infantil, na qual a professora Rachel Alvarenga inicia com uma provocação, seguindo para a história " O joelho do Juvenal". Para a parte prática, contamos com a ajuda do aluno Ryan, para realizar a montagem do menino levado com a bola no pé.  Tem ainda a aula onde a professora Andrea Gomes, ao falar sobre as Grandes Navegações, utilizou a robótica como recurso pedagógico ao apresentar o aluno Ruan. Nosso aluno da Educação de Jovens e Adultos (EJA) inspirou a todos nós montando uma jangada com leds. Uma excelente maneira de estimular os estudantes a participarem de forma colaborativa das aulas”, disse Carolina.


EXPERIÊNCIA


A professora Karla Juliana do Rosário Carvalho, foi uma das primeiras a fazer parte do Estação Educação, integrando o grupo que realiza oficinas e formações continuadas. Ela conta que já perdeu a conta da quantidade de videoaula que gravou.



“A experiência desde o início foi de descoberta! Experimentamos uma nova forma de ensinar e aprender a partir de ferramentas tecnológicas e atuais.  A cada roteiro preparado e aula executada, adquiro um novo olhar sobre minha prática em sala de aula. E esse foi e ainda é o combustível do projeto: aprendemos e nos redescobrimos todos os dias. Coisas que jamais imaginava fazer antes descobri que é possível.  Agradeço muito a toda coordenação pela oportunidade e pela experiência nesse projeto que não cansa de extrair o melhor de nós! Olhando para o início percebo o quanto podemos contribuir em nossa prática. A aula mais desafiadora até agora foi a “Amarelinha”, pois, foi a primeira com alunos da rede e em área externa”, declarou Karla.

120 visualizações

Comments


bottom of page