Estagiários começam a atuar segunda junto aos alunos com necessidades especiais


Na próxima segunda-feira (02), os 70 estagiários selecionados pela Prefeitura de Campos para atuarem em escolas com Educação Inclusiva começam os trabalhos. Eles participaram de uma reunião, na manhã desta sexta-feira (29), no auditório da Prefeitura. Os estagiários nas áreas de Psicologia, Fonoaudiologia e Pedagogia vão atuar no apoio educacional às crianças com necessidades especiais. A subsecretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Rita Abreu, deu boas-vindas aos estagiários e explicou como vai ser a atuação deles nas 38 escolas às quais serão destinados. Também participaram do evento a coordenadora da Educação Inclusiva, Carol Carmo, a psicóloga Sílvia Nascimento Ribeiro e a coordenadora multiprofissional da Seduct, Adriana de Lima Gonçalves. A subsecretária ressaltou que, em breve, vai ser enviado à Câmara de Vereadores um projeto de lei para regulamentar a Política Municipal de Atendimento para Educação Especial, na perspectiva da Educação Inclusiva. Assim que for aprovada, a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia vai publicar edital de processo seletivo para contratação de mediadores e cuidadores para atuarem na rede municipal de ensino. A organização desse processo seletivo, que será realizado em caráter de urgência, está em fase final. A rede municipal conta apenas com 41 acompanhantes aprovados em concurso de 2014 e eles desempenham a função do cuidador, ou seja, prestam atendimento aos alunos que necessitem de apoio no âmbito da alimentação, higiene e locomoção, visando atender suas necessidades básicas - fisiológicas, higiene e afetivas. “Hoje é com grande alegria que recebemos os estagiários que atuarão em nossas unidades escolares, em atendimento aos alunos com necessidade educacional especial. Aproveitando o momento para termos aqui presentes também os Diretores Escolares e Pedagogos, alinhando suas atribuições e na certeza que muitos contribuirão com a aprendizagem e parceria de todos profissionais envolvidos neste processo. Desta maneira, estamos dando o primeiro passo de muitos outros voltados à Educação de qualidade que buscamos”, disse a Rita. De acordo com a coordenadora da Educação Inclusiva, Carol Carmo, os estagiários serão fundamentais para o desenvolvimento do trabalho dos professores nas salas de aula. "Eles vão incluir as crianças que precisam de auxílio nas salas de aula, intermediando nas questões sociais e comportamentais, nas atividades pedagógicas, nas limitações motoras ou de leitura nos diversos níveis escolares", explica Carol. Cursando o 10º período de Psicologia, Laylla Tavares é uma das estagiárias selecionadas. Ela está ansiosa para começar a atuar nas escolas. "A educação inclusiva tem se tornado cada vez mais importante e essencial. Tenho certeza que vai ser muito bom para minha formação" acredita. No 7º período de Psicologia, as amigas Laura Zimmermann e Gabriella Pinho, estão ansiosas para iniciar o trabalho. "Vai ser uma experiência muito rica para a gente. Com certeza, será muito importante para a minha profissão. Estamos ansiosas" disse Laura.

43 visualizações