top of page

Gestores orientados acerca do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada




Gestores da Rede Municipal de Ensino participaram de uma reunião na manhã desta terça-feira (31) no auditório da Prefeitura de Campos. O objetivo foi dar ciência das ações desenvolvidas e que serão realizadas através dos eixos estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e acerca do Compromisso Nacional Criança Alfabetizada.

O encontro contou com diretores de unidades escolares com turmas de 1º e 2º anos de escolaridade do Ensino Fundamental, selecionadas e consideradas elegíveis pelo MEC para atuar em regime de colaboração na construção da política da alfabetização territorial (PAT). Eles também foram instruídos a registrar a confirmação de interesse ao Compromisso no sistema do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) Interativo através do preenchimento do Plano de Ação.

O Compromisso Nacional Criança Alfabetizada, em regime de colaboração entre União, Estados, Distrito Federal e Municípios, almeja, por meio da conjugação dos esforços, garantir o direito à alfabetização de todas as crianças do país. O foco é garantir que 100% das crianças brasileiras estejam alfabetizadas ao final do 2° ano do Ensino Fundamental; além da recomposição das aprendizagens, com foco na alfabetização de 100% das crianças matriculadas no 3°, 4° e 5° anos, afetadas pela pandemia.




A coordenadora de projetos da Secretaria de Educação Ciência e Tecnologia (Seduct), Neidimar Abreu, explicou que a Secretaria está fazendo sua parte no que se refere a reunir os gestores para aderir às ações. “Estamos sempre atentos às novas resoluções e portarias do MEC e dessa forma buscamos sempre manter os gestores informados acerca dessas novidades. Nosso objetivo é trabalhar com ação, colaboração, mobilização e orientação. E, claro, com sensibilidade e dando suporte no que eles necessitarem em relação à ação do Compromisso Nacional”, disse Neidimar.

Gestora da Escola Municipal Frederico Paes Barbosa, Maria de Fátima Alonso Alves disse que esses encontros são fundamentais para o desenvolvimento de um trabalho de qualidade. “Acho ótimo esses encontros. Necessário para nos manter atualizadas porque nem sempre temos acesso a essas informações, pois nossa demanda de trabalho é muito grande. Essa ponte que a Seduct faz entre nós e o MEC é essencial”, comentou Maria.

A opinião de Maria de Fátima é compartilhada por Edmarcia Pereira Rangel, gestora da E.M. Carlos Chagas. “É muito importante esse compartilhamento de informações porque nos mantém sempre a par do que está acontecendo. Muitas vezes a gente é absorvida pelos afazeres e esses encontros nos mantêm atualizados. Vai para a escola desatualizada, absorvida pelo trabalho. Bom para saber mais. Presencial é ainda melhor, temos mais foco”, afirmou.


149 visualizações
bottom of page