“Hora da Educação” recebe Subsecretário de Saúde Charbell Kury



Com os temas “Vacinação, Testagem Itinerante e Saúde na Escola”, o Secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, deu início nessa quarta-feira (30), ao primeiro programa “Hora da Educação” deste ano, transmitido através do canal do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), no Youtube. O convidado desta semana foi o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde, Charbell Kury. Logo no início do programa, Marcelo Feres salientou a conclusão da reforma da creche Irmã Dulce e a conclusão da obra de construção da Escola Municipal Alcebíades Candiano, em Ponta da Lama, inaugurada na última segunda-feira (28). De acordo com o secretário, essa é apenas uma mostra do avanço da educação no município. “Temos agora condições de caminhar para o resgate da educação. Praticamente todas as unidades estão passando por reformas ou manutenção. O prefeito Wladimir Garotinho está liderando esse processo de valorização da educação”, ressaltou. O secretário também citou a adesão do município à adequação do piso salarial dos professores, lei que foi aprovada nessa terça-feira (29) pela Câmara de Vereadores e a qualidade do Programa Saúde na Escola (PSE), coordenado por Catia Mello, e o Programa Família na Escola, cuja ação Campos foi o primeiro município no Brasil a implantar. Através do PSE, tem sido realizada a testagem e vacinação itinerante nas unidades de ensino. Até agora, já foram feitos cerca de 800 testes e apenas um caso positivo foi detectado. Tanto a testagem quanto a vacinação são feitas apenas com a autorização dos pais ou responsáveis. Charbell Kury elogiou a testagem e sugeriu que seja feita em todas as escolas do município, sem a necessidade de sorteio. “A escola é o espelho da sociedade. Se há poucos casos nas unidades, isso é um reflexo do que acontece na comunidade”, disse. O uso da máscara também foi comentado. “Devem continuar usando a máscara idosos com diabetes severa, doença renal crônica, que fazem hemodiálise e ainda pessoas que convivem com HIV, gestantes que não completaram o ciclo vacinal e pacientes com cirrose”, explicou Charbell. E no momento interativo, no qual os internautas participaram, os profissionais da Educação elogiaram o trabalho do subsecretário à frente da saúde do município. Renata Rangel disse que, “infelizmente, não temos escolha. Essa vacina é experimental e não impede ninguém de pegar Covid e passar para outras pessoas”. Sobre esse comentário Charbell chamou a atenção da população quanto às notícias falsas, populares fakes News, e sugeriu a leitura de revistas científicas como a Super Interessante, que tem uma linguagem acessível a todos. O subsecretário reforçou a importância da vacinação. “Hoje, graças à cobertura vacinal, os óbitos que ocorrem são relacionados a pessoas com imunidade baixa ou as que não completaram o calendário vacinal contra a Covid-19. Em janeiro e fevereiro tivemos 65 óbitos e, deste total, 80% não tinha o ciclo completo das vacinas”, explicou Charbell. Marcelo Feres também enfatizou a importância da Ciência. “A ciência está sempre em busca da verdade mais recente e, quando temos necessidade, vamos fazendo ajustes. A sociedade hoje é digital e as informações estão todas digitalizadas e disponibilizadas em tempo real. É fácil entender quando uma informação não tem sentido e é meramente ideológica. Busquem fontes seguras. A ciência tem métodos, acompanhamentos e pesquisas sérias”, acrescentou. Para finalizar, Charbell falou sobre a tempestade de vírus que traz surtos de diarreia, vômito, dor abdominal e febre, principalmente, nas crianças. Ele explicou que, sendo viral, não há necessidade de correr para a emergência. “É necessário prestar atenção nos sintomas. O alerta é para febre alta que não passa com medicamentos, tosse seguida de vômitos, recusa de alimentos e vômito intermitente. Nesses casos é necessário procurar atendimento médico”, finalizou o subsecretário.

6 visualizações