Horta Comunitária Agroecológica Pedagógica anexa à Escola de Farol

Diversos parceiros e voluntários atuam no projeto social, que funciona em terreno cedido pela Prefeitura de Campos

Foto: Divulgação / MAPBC


A primeira Horta Comunitária Agroecológica Pedagógica de Campos dos Goytacazes funciona em Farol de São Tomé, anexa à Escola Municipal Cláudia Almeida Pinto de Oliveira. O terreno da horta pertence à Prefeitura de Campos. Trata-se do Projeto Mutirões Agroecológicos para o Exercício Pedagógico do Bem Viver na Baixada Campista (MAPBC). Diversos parceiros e voluntários atuam no projeto social que possui caráter educacional, pedagógico, ambiental, sustentável e agroecológico. Centenas de crianças e alunos da rede municipal de ensino e seus familiares estão sendo beneficiados com o serviço.

Uma das idealizadoras, a pedagoga e vice-diretora da Escola Municipal Cláudia Almeida Pinto de Oliveira, Cláudia Márcia Barreto, afirma que cerca de 20 voluntários tocam a iniciativa. “É um mutirão rico em saberes e aprendizagem. Ensinamos práticas agroecológicas de plantios e cultivos das hortaliças, enfatizando a importância da agricultura familiar e o consumo de alimentos saudáveis, sem a presença de agrotóxicos. Funcionamos na rua Dom Augustinho, s/n”, disse.


Alguns dos parceiros institucionais são: Parque Estadual da Lagoa do Açu (PELAG), Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFFRRJ), parceiros pessoais, professores da Universidade Federal Fluminense (UFF), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFF), da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF), entre outros.

Cláudia destaca que mais de 40 tipos de cultura entre hortaliças, arbusto, frutíferas e medicinais são cultivados no local. “O projeto funciona com custos próprios dos nossos parceiros. Estamos abertos à visitação exploratória e para pesquisa, através de agendamento. Acesse a página do projeto no instagram e confira (AQUI).


Reportagem: Kamilla Uhl

11 visualizações