I Fórum Regional de Educação foi o tema do Hora da Educação dessa quarta-feira



Depois de algumas semanas de férias, o programa Hora da Educação, apresentado pelo Secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, voltou com força total nessa quarta-feira, às 18h30. A convidada desta semana foi a Gerente de Relações Institucionais da Seduct, Ludmilla da Matta, que falou sobre o I Fórum Regional de Educação, Ciência e Tecnologia – Educação ilumina vidas, que vai ser realizado nos dias 10, 11 e 12 de agosto, no Trianon. O Hora da Educação é transmitido pelo YouTube através do Canal do PAE (AQUI).

“Sem dúvida alguma o Hora da Educação é muito importante pois é através dele que divulgamos as novidades da Seduct, os projetos, recebemos as sugestões e críticas dos nossos educadores e, assim, vamos construindo uma Educação feita com união, em rede. Recomeçar falando do I Fórum Regional é ainda mais especial pois é um evento que, sem dúvida, vai enriquecer ainda mais a nossa Educação pois vamos trocar experiências com outros municípios”, ressalta Marcelo.

Ludmilla é Graduada em Ciências Sociais e Serviço Social com mestrado em Políticas Sociais pela Universidade Federal Fluminense e Doutora em Sociologia Política pela Universidade Estadual do Norte Fluminense. Ela também é Presidente da Comissão Organizadora do I Fórum Regional. Para Marcelo Feres, a retomada do Hora da Educação sinaliza o retorno de mais um canal de comunicação com comunidade escolar.

Ela adiantou que o evento já conta com a participação de municípios das regiões Norte, Noroeste e Lagos: São Francisco de Itabapoana; São João da Barra; Quissamã; Macaé, Cardoso Moreira, Italva e Búzios. Mas ainda está aberta a participação de outros municípios. A inscrição para participação no Fórum pode ser feita através desse LINK (AQUI), que tem ainda toda a programação do evento.

“A gente vai ter uma conferência onde vão estar presentes os secretários de Educação desses municípios com o tema "A Rede Básica de Educação na perspectiva Regional” pra gente poder pensar regionalmente a educação. Além disso, os municípios vão poder trazer seus profissionais de educação para participar do evento. Importante falar que também abrimos um edital para a inscrição de práticas exitosas onde os profissionais poderão mostrar o que estão fazendo, seus projetos, ações. Vamos fazer uma seleção desses trabalhos que serão apresentados durante o fórum e vamos fazer ainda uma premiação desses projetos" diz Ludmila.

Marcelo Feres complementou e disse que a ideia desse I Fórum é justamente promover a divulgação e a socialização, troca de experiências entre as universidades e unidades escolares. “Estamos estimulando o debate sobre o que está sendo produzido em nossa região e isso envolve Educação Infantil, Ensino Fundamental, EJA, e pensando no próprio sistema municipal de educação porque são realidades muito próximas nos municípios. Então, é preciso proporcionar a esses profissionais de educação a oportunidade de contato com experiências exitosas para que possam ampliar as possibilidades pedagógicas nas suas escolas e em seus municípios, sempre visando a melhoria no ensino aprendizagem " ressaltou Marcelo Feres.

O objetivo do Fórum Regional é promover a divulgação, socialização e troca de experiências entre as unidades escolares da Seduct, por meio do amplo debate sobre as experiências desenvolvidas desde da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos do Sistema Municipal de Educação não só de Campos como de municípios do Norte e Noroeste Fluminense e Região dos Lagos. A proposta é proporcionar aos profissionais da educação conhecimento sobre experiências exitosas que possam subsidiar e ampliar as possibilidades pedagógicas para o aprimoramento do processo ensino-aprendizagem.

“Esse foi o pontapé inicial. Esperamos que o próximo seja realizado em outro município e com temáticas diferentes e pensadas em toa a região”, diz Marcelo. Para Ludmilla, o Segundo Fórum, pode contar com a criação de uma comissão. “Tivemos que dar esse passo inicial, estamos aprendendo como fazer e estamos tendo a ajuda de muitas mãos. E, o próximo, a gente quer ampliar ainda mais a participação dos outros municípios e com uma cara ainda mais regionalizada”, finaliza Ludmila.

32 visualizações