Implantação do Programa Família na Escola prossegue na rede municipal



O Programa Família na Escola (PFE) chegou a mais uma unidade nesta semana: a Creche João Siqueira dos Santos, na Tapera. No próximo mês será a vez da Escola Custódio Siqueira, Calabouço. Direitos e deveres da família e o lar como o primeiro espaço educativo; alienação parental; Constituição Federal de 1988; Código Civil; Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA); Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional; e a importância da interação família e escola para o desenvolvimento integral da criança são alguns dos assuntos trabalhados com os responsáveis pelos alunos e com os estudantes da rede municipal de ensino, por meio de módulos.


De acordo com a coordenadora do Programa Saúde na Escola (PSE), Cátia Mello, setor responsável pela implantação do PFE, os próximos encontros na Creche da Tapera acontecerão no dia 23/02 - Marcos do Desenvolvimento da Criança e o Papel da Família; 09/03 - Interação Família e Escola; e 16/03 - A Educação da Inteligência da Vontade e da Afetividade. “Quarta-feira (16), educadores do PSE e a assistente Social Francelyne de Assis Levino estiveram na unidade e apresentaram o Projeto Eu Digo não: Prevenção ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, explicou Cátia.


Marcos André dos Santos e sua esposa Ariana Arquejada participaram do lançamento junto à filha Laila Vitória, do Maternal. “Esse projeto está sendo bem legal. Nessa correria que a gente passa todo dia, a gente não dá atenção a esses assuntos tão importantes que ouvimos hoje. Às vezes a criança tenta falar e a gente não percebe. O que aprendemos aqui vai nos ajudar muito no dia a dia”, disse o pai.


Monique Gomes também participou com a filha Mirela dos Santos, 3 anos. “Acho muito importante participar desse programa, pois é muito bom não só pra gente, mas também paras as crianças. Temos que educar nossos filhos para que já venham para a escola educados. É isso que a gente tem que fazer: os pais educam e a escola ensina”, comentou.


Professora da unidade há 17 anos, Margareth de Almeida Nunes acredita que a educação deve ultrapassar os muros da escola. “Esse elo entre família e escola é muito importante. Eles sentem nosso comprometimento e a gente também faz com que eles se sintam comprometidos. Se não houver um constante acompanhamento familiar, a educação fica muito difícil, precisa ser uma via de mão de dupla. Esse projeto é fundamental pois traz a família para dentro da escola. E é muito bom que já comece nas creches pois essas ações precisam ser implantadas desde pequenos”, destacou.




Kelly Soares é gestora da Creche há 10 anos: “Esse projeto veio trazer o que a gente sempre quis e sonhou: a participação efetiva dos pais junto da escola. Serviu para mostrar que a escola está viva e tudo é possível quando se quer”. A vice-diretora Anne Caroline Castro concordou: “O Projeto veio para estreitar novamente os laços já criados, mas diminuídos com a pandemia por conta das regras sanitárias. É muito importante a família estar participando na educação da criança e ver como funciona a escola, pois a educação se inicia em casa e completa no ambiente escolar”, disse.


SAIBA MAIS:


Campos apresenta planejamento do Programa Família na Escola em Brasília


USP acompanha implantação do Programa Família na Escola


Prefeito Wladimir e secretária Nacional lançam Programa Família na Escola




122 visualizações