top of page

Jogo Goytablox é destaque na Feira de Ciências em Escola de Guarus



A Escola Municipal Frederico Paes Barbosa, no Parque Novo Mundo, em Guarus, realizou uma Feira de Ciências e Tecnologia para toda a comunidade escolar através do tema “Mente sã, corpo são”. Um dos trabalhos apresentados essa semana foi o “Goytablox”, jogo virtual criado por alunos do 7º ano, sob a orientação do professor do Projeto de Computação, Paulo Victor Zaquieu Higino.


O desenvolvimento do jogo está em fase inicial de implementação e é realizado na plataforma de jogos virtuais Roblox. Nesta etapa, é possível acessar a praça do Santíssimo Salvador, Convento da Lapa e o Rio Paraíba do Sul, o qual é cenário da lenda do Ururau da Lapa. Pretende-se, no projeto, reproduzir todo o município, considerando outros monumentos e recursos naturais como o Solar da Baronesa, Solar dos Airizes, Santo Amaro, Lagoa de Cima e Farol de São Tomé.


Com esta proposta, o professor, que também é estudante de Arquitetura e Urbanismo, visa promover o conhecimento e valorização do patrimônio cultural da cidade enquanto os alunos jogam o game mais popular do momento entre crianças e adolescentes. Também se ambiciona o estímulo à popularização do pensamento computacional, tema de sua disciplina, a partir da realidade local dos alunos.


Segundo o professor Paulo, os alunos sempre pediam para jogar o Roblox. “Então, após analisar, vi uma grande oportunidade de ensinar, computação e promover a conscientização da cultura campista expressa em nossas edificações históricas. Assim, propus o desafio de criarmos um game com nossa identidade e riqueza e imediatamente eles aceitaram. Estão fascinados a cada passo do projeto. O jogo é pensado de forma que qualquer professor com alunos que conheçam a plataforma possa não só jogar nosso jogo, mas também criar o seu próprio, considerando seu bairro ou distrito. Vale ressaltar que já estamos em conversa com professores de outras disciplinas como artes, história, geografia e até matemática, para atividades interdisciplinares desenvolvidas neste ambiente virtual atrativo”, explica o professor.

Para a diretora da Escola Maria de Fátima Ferreira Alonso Alves, o projeto é um excelente aliado na aprendizagem: “Hoje, urge a inovação no mundo educacional por meio de ações, pensamentos e estratégias. Nesse contexto, o pensamento computacional, usado como estímulo e incentivo à aprendizagem, é imprescindível à ascensão de nossos alunos em sua rotina escolar. Em razão disso, o projeto desenvolvido, pelo professor Paulo, em nossa unidade escolar, em que através do game o aluno percorre e descobre ruas da nossa cidade, seus pontos turísticos e atividades culturais, traz todo um diferencial no sentido de total inovação à aprendizagem, em que visa levar o aluno a aprender brincando, a desenvolver suas habilidades e potencialidades em um misto de descobertas e concretização do conhecimento”.

A Coordenadora Municipal de Projeto de Computação, Natália Sobrinho, explicou que o trabalho estará em exposição durante a X Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorrerá entre os dias 18 e 21 de outubro, no Jardim São Benedito.


“O trabalho que o professor Paulo Victor vem desenvolvendo nas aulas do projeto de computação, merece todo o nosso reconhecimento. Estamos acostumados a vermos nossos alunos como usuários da tecnologia, e vermos uma proposta como essa, que fornece esse protagonismo aos nossos estudantes, como produtores de tecnologia, nos faz ter a certeza que estamos no caminho certo de mudança de como se fazer e pensar a educação”, diz Natália.


136 visualizações

Comments


bottom of page