Junho Vermelho foi o tema do Hora da Educação desta semana


A diretora do Hemocentro Regional de Campos, médica hematologista, Sandra Chalhub, foi a convidada dessa quarta-feira (8), no Programa Hora da Educação, apresentado pelo secretário de Educação Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres. O programa é transmitido pelo canal do PAE no YouTube. O tema da live foi “Junho Vermelho: mês de conscientização e valorização da doação de sangue”. A data foi criada em 2015 e tem como objetivo incentivar as pessoas a doarem sangue. Este mês também é comemorado o Dia do Doador de Sangue, lembrado dia 14. A data foi criada por iniciativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2014, e o dia escolhido é uma homenagem ao nascimento de Karl Landsteiner, imunologista austríaco que descobriu o fator ABO. A diretora do Hemocentro falou sobre a importância do mês de junho. "Todo ano nós temos essa campanha em junho e a cada ano tem uma temática. Este ano está sendo trabalhado, Quantas vidas cabem numa vida”, explica Sandra, que ressaltou que, no Brasil, apenas 1,8% da população doa sangue. Ela lembrou que cada doação salva de 3 a 4 vidas. Uma novidade para quem deseja doar é que é possível agendar a doação de sangue no portal da prefeitura de Campos, através desse link (AQUI). O atendimento, pelo agendamento é feito à tarde, quando o movimento é menor no banco de sangue. Outra novidade para incentivar as doações é que casais que forem doar juntos até o dia 10 irão concorrer a seis jantares especiais nos melhores restaurantes da cidade. Cada casal só poderá ganhar uma única vez e o sorteio será realizado através do Instagram do Hemocentro Regional e da Fundação Municipal de Saúde (FMS). Uma dica importante para quem deseja doar sangue é que não pode estar em jejum. “Pode tomar suco, café, comer pão, biscoito, frutas e geleia. Só não pode comer alimentos gordurosos como manteiga e queijo, por exemplo. Outra dica é se hidratar bem, tomar bastante líquido. Pode jantar e almoçar sem problema algum. É só ingerir alimentos leves”, orienta Sandra. Marcelo Feres propôs que o ônibus itinerante do Hemocentro possa ir até à Seduct para fazer a captação de sangue nos funcionários. “Quinta-feira é um ótimo dia, pois estamos recebendo os diretores e vice-diretores, podemos sensibilizar os servidores a participar dessa ação que representa a vida”, pontuou Marcelo. A ideia foi acatada por Sandra. “Sem dúvida, é uma ótima iniciativa”, disse. O Hemocentro funciona de segunda a sexta-feira, além de sábado, domingo e feriados, das 7h às 18h. Estão aptos a doar sangue aqueles que têm entre 16 e 60 anos, ou até 69 anos (caso tenham doado antes dos 60 anos), pesem mais de 50 quilos e estejam bem de saúde. Menor de idade deve estar acompanhado pelo responsável legal.

5 visualizações