Mães e pais de crianças atípicas e típicas elogiam estrutura da Cidade da Criança



Emocionado, o prefeito Wladimir Garotinho devolveu a Cidade da Criança Zilda Arns como o novo Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva, à população de Campos. Mães e responsáveis por crianças de todas as idades, especialmente as que têm filhos atípicos, festejaram a reabertura. Bruna Ludaria Rosais Bayer, mãe do pequeno Salemo, de 5 anos, e mãe atípica de Adriela, 15; Adrian, 17; e de Yasmin, 16, emocionada com a abertura, contou que os filhos estavam maravilhados com o parque.

"Um lugar lindo, sem espaço para preconceito. As crianças estão adorando tudo, a estrutura, o castelinho, as estátuas de animais. Tudo muito bonito e elas estão se divertindo muito. Faltava um lugar como esse. Meus filhos estão muito empolgados, é tudo novo para eles. Eles vinham aqui para tratamento de saúde, mas era fechada toda essa parte do parque, então hoje eles estão conhecendo a Cidade da Criança e estão amando", falou Bruna. Rosivaniner Leite estava com os filhos Benício, de 4 anos, e João Murilo, de 5. Ela destacou a importância de um parque que une diversão e convivência inclusiva.

"Crianças típicas e atípicas, crianças brincando juntas. Na verdade, esse espaço tinha que existir sempre. Toda criança precisa de contato com a natureza, colocar os pés na areia, se divertir em vários brinquedos, porque isso faz parte do crescimento, o lazer é essencial para o desenvolvimento da criança. Mas acho também que a criança tem que saber que existem pessoas diferentes dela, que vão ter necessidades diferentes das dela e, se ela não encontrar essas pessoas no dia a dia dela, ela não vai entender essas diferenças. Então, eu acredito que essa convivência, especialmente no lazer, é primordial para o crescimento dos meus filhos", declarou.


Vanilce Sutere levou a filha Letícia, de 5 anos, na reabertura da Cidade da Crianca. "É a primeira vez que venho com minha filha e estou achando tudo muito legal, divertido. Minha filha está adorando e nem tenho palavras para dizer o quanto aqui é bonito. É um lugar diferenciado, com novidades e brinquedos também para crianças com deficiência, crianças atípicas. Muito legal esse lugar onde todos podem se divertir, gastar energia, juntos, todo mundo igual. Aqui tem espaço e diversão para todos e isso é muito legal". PURA FELICIDADE No clima de Dia das Crianças, depois de percorrer todo o parque e cumprimentar pessoas de todas as idades, o prefeito Wladimir se juntou à meninada na fonte interativa.

"É muito bacana ver a alegria das pessoas, das famílias, e esse é o ambiente para isso. Esse ambiente de lazer, de convivência das famílias, de diversão, de alegria, tudo isso foi pensado por Rosinha lá atrás e, infelizmente, ficou fechado, abandonado. Hoje estamos podendo reabrir, mantendo a proposta original que Rosinha pensou, mas com uma diferença muito impactante, que é reforçar, na prática, o conceito inclusão, de respeito à diversidade e à particularidade de cada criança com a Escola de Aprendizagem Inclusiva funcionando aqui", destacou o prefeito. Quem também acompanhou o movimento na Cidade da Criança foi a primeira-dama de Campos, Tassiana Oliveira, acompanhada dos filhos Gabriella e Anthony. Dedicada a causas sociais e à educação inclusiva, Tassiana falou da importância do novo Centro de Lazer, Educação e Convivência Inclusiva. A emoção de estar aqui, reabrindo a Cidade da Criança, é dupla, primeiro por ter sido uma obra tão desejada e implementada pela minha sogra (a ex-prefeita Rosinha Garotinho) e, segundo porque hoje estamos reabrindo este espaço, esse projeto de inclusão tão importante. Eu digo que, aqui, todos vamos aprender, tanto as pessoas típicas como atípicas, vamos aprender uns com os outros. A emoção é enorme de ter de volta um espaço lindo de convivência, de inclusão, de aprendizagem e diversão, com tantas crianças felizes, sorrindo todo o tempo", concluiu.

6 visualizações