top of page

Educadores aprovam Programa MenteInovadora que explora ferramentas de metacognição




Implantado na Rede Municipal de Ensino no início do ano passado, pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), o programa MenteInovadora tem ajudado a despertar a criatividade em alunos e professores. Os educadores estão atestando a importância do trabalho que acontece em parceria com a Mind Lab. Ele é focado em competências cognitivas, emocionais, éticas e sociais usando ferramentas de metacognição que respaldam o aluno na construção ou reconstrução de seus mecanismos de raciocínio e regulação de suas emoções.


O programa utiliza jogos de raciocínio e materiais pedagógicos que se integram ao currículo de forma transversal. O principal objetivo é que crianças e adolescentes desenvolvam habilidades socioemocionais por meio de atividades lúdicas.


Pedagoga do Ciep Wilson Batista, Thatiana Barbosa Souza afirmou que o MenteInovadora está enriquecendo as aulas de forma lúdica. “De forma descontraída, através dos jogos, estreitamos os laços entre os próprios alunos e as relações dentro da sala, como respeito, por exemplo. Tivemos relatos de alunos nossos que contaram que tinham um temperamento explosivo ao resolver situações de conflito. E o próprio aluno nos relatou que depois das aulas ele aprendeu, através dos métodos utilizados no programa, a pensar um pouco, respirar e refletir nas situações de conflito antes de explodir com palavras ou até mesmo em ações físicas”, disse Thatiana.



Thatiana também citou a Olimpíada de Raciocínio, realizada esta semana na Fundação Municipal de Esportes (FME) e que contou com a participação de cerca de 60 alunos e 18 escolas.


“Foi a culminância de todo o trabalho desenvolvido a partir do MenteInovadora. Os alunos puderam demonstrar habilidades adquiridas e aprofundar até um pouco mais. Vivemos um mundo competitivo, de certa forma, e ali na Olimpíada, através dos jogos, da competição, desse embate, um contra o outro, eles puderam vivenciar de forma saudável e respeitosa, essa competitividade, pois o programa passa essa mensagem. Embora seja seu adversário, você não tem que atacá-lo, ou ofendê-lo, você tem sempre que respeitar”, pontuou a pedagoga.



A opinião de Thatiana é compartilhada pela pedagoga do Cemstiac, Teresinha Bianchi dos Guaranys. Ela elogiou a equipe Mind Lab. “Só tenho elogios!  São atenciosos, educadíssimos, sabem o que estão fazendo. Já estiveram na escola mais de uma vez, acompanhando o uso do material, orientando, tirando dúvidas o tempo inteiro. A capacitação é clara, objetiva, pontual, deixando espaço para a gente tirar dúvidas. Extremamente organizada e didática”, concluiu Teresinha.


Cerca de 400 professores e mais de 8.800 alunos de 21 escolas da rede municipal de ensino estão sendo contemplados, de acordo com a secretária de Educação, Ciência e Tecnologia, Tânia Alberto.


“O programa já está sendo desenvolvido, por exemplo, no Cemstiac; CIEPs Professora Carmem Sylvia Carneiro, Francisco Portela e Wilson Batista; e Escolas Municipais Albertina Azeredo Venancio, Amaro Prata Tavares, Carlos Chagas, Clóvis Tavares, Custódio Siqueira, Farol de São Tomé, Frederico Paes Barbosa, José do Patrocínio, Lions 1, Lulo Ferreira de Araújo, Marechal Artur da Costa e Silva, Nossa Senhora da Conceição, Professora Eleonora Silva Pinto Viana, Professora Wilmar Cava Barros, Santa Maria e Santa Terezinha”, afirmou Tânia.


Fotos: Alício Gomes e Thatiana Barbosa

Por Mariane Pessanha e Kamilla Uhl



38 visualizações

Comments


bottom of page