Obra de reforma da Escola Municipal Pequeno Jornaleiro avança




A Escola Municipal Pequeno Jornaleiro, localizada na área central do Município, vem passando por reformas estruturais desde o início do ano. As obras começaram em fevereiro e têm previsão de término para o final deste ano, contemplando não apenas os alunos, mas também os professores e funcionários, com a construção do tão sonhado banheiro dos professores. De acordo com o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, está sendo realizada na unidade escolar a revisão de instalação elétrica, hidráulica e sanitária, reforma nos banheiros, troca de portas, pintura, colocação de ventiladores, aparelhos de ar condicionado, construção de banheiro para professores, cobertura de pátio, colocação de piso no pátio externo da unidade, entre outras melhorias. "No início do ano passado, garantimos aos servidores que faríamos uma reforma estrutural e pedagógica em toda a rede. E estamos cumprindo. Já são 32 unidades passando por reforma e mais de 115 já receberam manutenção. Tudo isso está elevando a autoestima dos profissionais, alunos e toda a comunidade escolar. O clima é de confiança e esperança. Estamos garantindo mais segurança e qualidade no atendimento. Em breve, os resultados serão percebidos na qualidade do ensino", assegurou Marcelo.



De acordo com a diretora da instituição, Marília de Almeida Miranda, toda a comunidade escolar está bastante satisfeita com o que vem sendo feito na unidade. “Estamos muito felizes com toda a reforma estrutural que a escola está passando. Eu cheguei aqui em 2018 e uma reforma chegou, inclusive, a ser iniciada pela gestão anterior, mas foi paralisada. Então, nós seremos eternamente gratos ao prefeito Wladimir e ao secretário Marcelo Feres, por estarem proporcionando essa melhoria à nossa escola”, comemorou Marilia. Ela completou ainda: “Quando eu assumi a direção, a escola estava completamente parada, com verba em caixa sem movimentação, com aparelhos de ar condicionado e ventiladores quebrados, salas sem porta, entre outros problemas. Dessa vez, estamos nos sentindo acolhidos pela secretaria, desde o secretário até o responsável pelo setor de obras. Estamos muito felizes e só temos a agradecer por tudo que está sendo realizado até aqui”, afirma Marília.

5 visualizações