Obras da Universidade da Baixada com previsão de início em 15 dias



O prefeito de Campos, Wladimir Garotinho, e o subsecretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Sérgio Costenplate, realizaram uma visita técnica, nesta segunda-feira (10), na área onde vai ser construído o Centro Tecnológico de Iniciação Científica, em Baixa Grande, popularmente chamada de Faculdade Pública da Baixada. O representante do governo do Estado veio a Campos para dar entrada nas licenças ambiental e de obra da unidade. As obras devem ser iniciadas em 15 dias e a previsão para conclusão da mesma é de 8 meses.

A área onde vai ser construído o Centro tem mais de 5.000 m², na RJ-216 (Campos-Farol), em Baixa Grande, onde funcionou uma antiga fábrica de macarrão. Para Wladimir, o Centro é um equipamento público extraordinário. “Recebi representantes do Governo do Estado, da Secretaria de Ciência e Tecnologia, para informar que a licitação já ocorreu, já temos empresa vencedora, vieram vistoriar o terreno e dar entrada nas licenças da obra. Tenho certeza que esta é uma daquelas obras que deixam o legado para uma vida inteira, pois vai trazer benefícios para todos nós. Em um mesmo espaço vamos ter um polo da Faetec, laboratórios de pesquisa voltada à agricultura e ensino superior à distância”, destacou o prefeito.

Em todo o Rio de Janeiro, vão ser construídos oito polos e Campos foi escolhida para representar a Região Norte do Estado. “A cidade ganha muito. A Baixada Campista, principalmente, já que aqui moram cerca de 70 mil pessoas e ainda temos a proximidade com o Porto de Açu. São oito polos em todo Estado do Rio e, graças ao nosso bom relacionamento com o Governador Cláudio Castro, conseguimos que um deles fosse em nossa cidade, representando a Região Norte do Município”, disse o prefeito Wladimir Garotinho.


Para Sérgio Costenplate, este centro vai ser o diferencial na educação da Região Norte do Estado. “Ele vai atender e profissionalizar os jovens a nível técnico e graduação. Nós temos o Porto do Açu que é bem próximo daqui, então teremos demanda. Campos foi escolhida para receber o centro, devido sua estrutura, extensão e a disponibilidade do prefeito, que abraçou nosso projeto e viabilizou a área. Sem sombra de dúvida vai ser um avanço para a garotada que precisa se profissionalizar e que precisa de um curso técnico, para alcançar seu primeiro trabalho. A ideia é formar profissionais em todas as regiões do Estado”.


Participaram da vistoria o secretário de Agricultura, Pecuária e Pesca, Almy Junior, e o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres.

7 visualizações