Polo de testagem para Covid da Secretaria de Educação segue em atendimento

O serviço representa uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde e a Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, por iniciativa do Programa Saúde na Escola (PSE)

Foto: Wellington Rangel / Seduct


O polo de testagem para Covid-19 da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) vai completar um mês na próxima semana. Desde a inauguração, em 15 de setembro, realizou 17 atendimentos. Trata-se de uma parceria entre Seduct e a Secretaria Municipal de Saúde, por iniciativa do Programa Saúde na Escola (PSE). A unidade atende, exclusivamente, os profissionais e estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino, e está ajudando a descentralizar o serviço na cidade. Os atendimentos ocorrem mediante agendamento prévio, às segundas e quartas-feiras, das 14h às 16h; e às terças, quartas e quintas, das 9h às 11h.

Guilherme Manhães, atua no setor de Gerência de Compras da Secretaria e foi um dos primeiros testados. “Fui tratado muito bem, com muita atenção, o ambiente é muito calmo, sem correria, sem burocracia. Foi tudo bem rápido e, graças a Deus, meu resultado deu negativo”, disse.

Segundo o secretário de Educação, Marcelo Feres, a medida se soma às ações do Plano Municipal de Ensino Híbrido Seguro que também dispõe do sistema de retrovigilância nas unidades escolares, evitando a propagação do coronavírus.

“Essa é uma parceria importante que envolve a saúde e a educação, dentro de um plano de ensino híbrido seguro. O polo cria mais uma oportunidade de avançarmos para além da vacina; permite continuarmos fazendo o monitoramento da Covid-19 no sistema de educação, beneficiando tanto os profissionais e quanto os alunos das escolas públicas e privadas. Para isso, é necessário que o contato seja feito diretamente nas escolas, envolvendo a gestão escolar, que, por sua vez, faz o contato com a área da saúde. Temos uma estrutura ágil para permitir a identificação precoce e um maior controle dos casos positivos de Covid”, explicou Marcelo.


Para o subsecretário de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde, Charbell Kury, o trabalho de prevenção passa não apenas pela vacinação em massa. “Entendemos que é importante, para redução de danos, continuarmos mantendo todas as medidas de biossegurança, como o uso de máscara e álcool gel, por exemplo. Nesse momento em que a gente começa a voltar ao convívio nas escolas, precisamos ficar ainda mais atentos. E, se surgirem possíveis sinais de sintomas, a melhor estratégia é a testagem. Caso o resultado seja positivo, iremos isolar o servidor ou aluno e evitar a disseminação do vírus dentro da escola”, garantiu.

Segundo a coordenadora do PSE, Catia Mello, o Fluxograma de Testagem Para Covid-19 (AQUI) segue etapas e critérios definidos em parceria com a Secretaria de Saúde. Ela destacou alguns itens: “o servidor precisa ter sintomas pelo menos por três dias para o teste de antígeno e acima de sete dias para o teste sorológico; o encaminhamento médico deverá conter o dia de início dos sintomas; o critério de definição para que o servidor realize os testes swab e/ou sorológico será feito pela Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde”, adiantou.


Assista AQUI ao webinário sobre o Polo de Testagem, com Dr Rodrigo Carneiro, infectologista e Diretor de Atenção Básica da Secretaria Municipal de Saúde de Campos dos Goytacazes.




Reportagem: Kamilla Uhl

30 visualizações