Prefeito Wladimir sanciona lei para eleições diretas de gestores escolares



O Prefeito Wladimir Garotinho sancionou a lei 9.131 que estabelece normas para Processo de Consulta Eleitoral para Provimento dos Cargos de Diretor e Vice-diretor dos estabelecimentos de Ensino Público da Rede Municipal de Ensino. As orientações foram publicados no Diário Oficial do município (AQUI). O processo acontecerá por meio de eleição direta e secreta nas 234 unidades escolares, com a participação de todos os segmentos da comunidade escolar, ou seja, alunos, servidores, professores temporários com mais de seis meses de atuação, pais e responsáveis pelos estudantes.

As eleições serão regulamentadas pela Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), por meio de Comissão Eleitoral Geral e Comissão Eleitoral Interna em cada unidade, com apoio do Conselho Municipal de Educação. O edital com o cronograma, requisitos, instruções e prazos será publicado nas próximas semanas no Diário Oficial.

“Com base nas medidas que estão sendo tomadas para o retorno às aulas, dentre elas, as melhorias na estrutura das creches e escolas, a participação de todos os envolvidos na construção do processo de ensino-aprendizagem será muito importante nessas eleições, que não são simples, mas que acontecerão de forma democrática”, afirmou o secretário da pasta, Marcelo Feres.

Vice-diretor desde 2009 no CIEP Custódio Generoso Vieira, no bairro Calabouço, José Geraldo Neves, graduado em Filosofia, Teologia e Pedagogia, e especialista em Supervisão Escolar, acredita que esse é um ponto positivo.

"Como democrata, sou plenamente favorável ao pleito eleitoral para direção das escolas e isso é previsto na Constituição Federal de 1988. É uma oportunidade da comunidade expressar sua opinião e buscar propostas melhores para que o processo de educação naquele bairro, naquela comunidade, aconteça e seja aprimorado”, disse.

Maria de Fátima Alonso é diretora há 12 anos na Escola Municipal Frederico Paes Barbosa, no Parque Novo Mundo. Graduada em Pedagogia e em Português e Espanhol, tem especialização em Planejamento Educacional e em Espanhol. A gestora também falou sobre a medida:

"Considerando a necessidade de se pensar em políticas públicas que visem à democracia e bem estar social, acho que a eleição para gestores é de extrema importância para efetivar um processo democrático de gestão em que a comunidade escolar possa manifestar seu desejo através de uma ação participativa", acrescentou.