Prefeitura vai conceder chromebooks para professores da rede municipal

O objetivo é atender à ação estratégica de inserção tecnológica digital das unidades escolares da rede municipal de ensino e da gestão pedagógica e administrativa

Foto: Arquivo PMCG


Por meio da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), a Prefeitura de Campos vai conceder, no próximo ano, chromebooks para professores da rede municipal de educação. O objetivo é atender à ação estratégica de inserção tecnológica digital das unidades escolares e da gestão pedagógica e administrativa da Secretaria. A medida integra o Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE).

“A Seduct também está trabalhando para conceder novos desktops e impressoras para as escolas, pois consideramos mecanismo fundamental ao cumprimento das atividades dos nossos educadores. Essa medida também é parte do projeto de valorização profissional e vai contribuir, ainda, com o aumento da eficiência e da produtividade”, destacou o secretário da pasta, Marcelo Feres.


Segundo ele, a Seduct pretende implementar a cultura digital com todos os envolvidos no processo educativo, desde os alunos e professores até os que participam da organização burocrática como assistente de secretaria, pedagogos e os demais que compõem a equipe escolar. “É preciso dar suporte tecnológico apropriado a todos que colaboram para que os processos educativos aconteçam. Um ambiente digitalizado proporcionará o desenvolvimento da competência digital do profissional”, disse.

O PAE visa promover a melhoria da educação básica da rede municipal, e para isso integra em seu planejamento diversas ações, como a formação continuada de profissionais da educação; a promoção do ensino e da aprendizagem mediada por tecnologias digitais; o fortalecimento do trabalho das equipes multiprofissionais visando o suporte ao desenvolvimento humano e à aprendizagem eficiente; a informatização dos processos administrativos e escolares; a melhoria contínua da infraestrutura e da conectividade da rede municipal priorizando as unidades mais carentes; e o desenvolvimento de parcerias com os diversos atores públicos e privados que dialogam com a educação, a fim de buscar soluções para os problemas educacionais diagnosticados no município. O programa está estruturado em três grandes eixos: pessoas, processos e tecnologias.

De acordo com a subsecretária de Gestão Orçamentária e Financeira, Carla Patrão, os computadores vão auxiliar no desenvolvimento de ações específicas previstas pelo PAE, como Projeto Estação Educação, que consiste em prover a transmissão ao vivo de aulas a partir de unidades escolares por meio de salas-estúdios, em que os professores, devidamente capacitados, ministrarão aulas com ou sem a presença de alunos, utilizando a plataforma do YouTube e com transmissão simultânea pela TV Câmara do município de Campos dos Goytacazes.

Outro projeto é o de Professores Multiplicadores, que visa preparar professores para a utilização didático-pedagógico das tecnologias digitais da informação e da comunicação com abordagens metodológicas dialogadas, contextualizadas e problematizadas, numa perspectiva acompanhada e fundamentada na realidade do município, estando estes saberes aprendidos, a partir dos professores multiplicadores, ao alcance de toda comunidade educativa e de todos aqueles que desejarem.

Em paralelo, também está sendo implementado o projeto Escola de Formação de Professores Municipais que amplia as temáticas de formação para todas as áreas dos saberes e todos os segmentos da educação básica, sendo os professores multiplicadores um braço no campo de atuação na escola de Formação.

Outro projeto aderido é o Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP), em parceria com o Instituto Federal do Rio Grande do Norte e o Instituto Federal Fluminense, que vai informatizar todos os processos educacionais, sendo possível ler, tratar e planificar informações com mais eficácia, acessar e manusear com mais rapidez, acompanhar os dados gerenciais de matrícula e lotação, oferecendo aos alunos, professores e familiares mais conforto e comodidade no acesso à informação. Todos estes projetos envolvem a inserção tecnológica digital, o que implica e confirma o significado deles frente às inúmeras exigências que a sociedade apresenta”, explicou Carla.


Reportagem: Kamilla Uhl

90 visualizações