PreviCampos desenvolve projeto para servidores em processo de readaptação



O Instituto de Previdência dos Servidores do Município de Campos (PreviCampos) está colocando em prática um projeto piloto de valorização do servidor em processo de readaptação funcional. A primeira secretaria que vai receber o projeto é a de Educação Ciência e Tecnologia, onde cerca de 300 servidores estão sendo readaptados.


O projeto trabalha uma proposta intersetorial, que une as secretarias de Administração e Recursos Humanos, Educação Ciência e Tecnologia, Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SEMST) e Past (Programa Saúde do Trabalhador). O presidente do PreviCampos, Mário Filho, diz que o objetivo é valorizar o servidor, humanizando a readaptação. “Muitas vezes, após um período afastado, o servidor, que por questão de saúde não pode trabalhar na função de origem, sente-se desvalorizado, diminuído. O projeto vai acolher esse servidor, dando a ele sustentação, até que ele possa estar apto a voltar ao trabalho inicial”.


O secretário de Administração e Recursos Humanos, Wainer Teixeira, esteve presente na reunião e aprovou a iniciativa do projeto. “Temos que entender que uma enfermidade não tem, necessariamente, que romper com o trabalho, pelo contrário, muitas vezes, o trabalho vem ser tornar uma terapia para o profissional, sendo importante no processo de recuperação. Um programa desse mostra a importância de se conciliar o trabalho com a integridade do profissional”.


Esta é a sétima reunião do grupo, que pretende dar celeridade ao processo de readaptação do servidor, para que o mesmo tenha condição de trabalho sem ter prejuízo para a sua condição de saúde e, posteriormente, após uma reavaliação, possa retornar a função de origem.

20 visualizações