Profissionais da Educação receberão Auxílio Tecnológico de R$ 2 mil

Objetivo, de acordo com o prefeito Wladimir Garotinho, é oportunizar aos profissionais da educação a aquisição de equipamentos de informática, dispositivos móveis, materiais e ferramentas para ensino remoto de qualidade

Foto: Wellington Rangel


A Prefeitura vai conceder auxílio tecnológico no valor de R$ 2 mil aos profissionais da rede municipal de educação. A quantia será paga em cota única aos professores estatutários, diretores e vice-diretores que atuam nas unidades escolares, servidores que atuam na sede da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), bem como trabalhadores com função de Direção e Assessoramento Superior (DAS) – vinculados às unidades escolares ou à Seduct. O objetivo, de acordo com o prefeito Wladimir Garotinho, é oportunizar aos profissionais da educação a aquisição de equipamentos de informática, dispositivos móveis, materiais e ferramentas necessárias para um ensino remoto de qualidade.


“Esse auxílio integra a política de valorização dos profissionais da Educação da gestão Wladimir Garotinho, conforme consta em nosso Plano de Governo. Estamos levando em consideração a importância do uso das tecnologias digitais pelos profissionais e gestores da educação como ferramenta enriquecedora do processo de ensino e aprendizagem. Esses profissionais precisaram reinventar sua prática pedagógica durante a pandemia, o que requer investimento em tecnologia. E esse é um dos pilares da estratégia da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia”, afirmou o prefeito.


Segundo o secretário, Marcelo Feres, o pagamento será efetuado em um único vínculo, independentemente da quantidade de matrículas do servidor. Esse auxílio tecnológico não possui natureza salarial, ou seja, não se incorpora à remuneração mensal do servidor. Ele explicou que será pago com verba proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (FUNDEB) e da fonte de recursos próprios do município.

“O benefício vai contribuir para compensar os gastos dos profissionais que tiveram que investir em melhorias de equipamentos e internet para manter as atividades remotas durante a pandemia. Além disso, vai favorecer o avanço do Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE), implantado em fevereiro pela Seduct, que se estrutura em três eixos: pessoas, processos e tecnologias. A previsão é que o pagamento ocorra ainda este ano”, comentou Marcelo.

Levando em consideração a folha de pagamento de pessoal de outubro de 2021 e os critérios propostos pelo projeto de lei para o recebimento, a previsão é que cerca de 5 mil profissionais sejam contemplados, o que representa um impacto financeiro no valor de R$ 10 milhões de reais, aproximadamente. Conforme o documento, não poderão receber o auxílio os profissionais que estão em licença sem vencimento; afastados ou cedidos para outras secretarias; os profissionais em licença com vencimento há mais de seis meses.

A subsecretária de Ciência e Tecnologia, Suzana da Hora, acrescentou que para a inserção tecnológica digital acontecer no âmbito escolar, é preciso implementar a cultura digital com todos os envolvidos no processo educativo, desde os alunos e professores até os que participam da organização burocrática como assistente de secretaria, pedagogos e os demais que compõem a equipe escolar e também o suporte e gestão pedagógica e administrativa dos setores da Seduct.


“Com a chegada deste auxílio, poderemos dinamizar ainda mais o uso de ferramentas tecnológicas, apoiando os processos de ensino e aprendizagem no nosso município. Um outro caráter deste auxílio é que ele representa o reconhecimento ao esforço que nossos profissionais fizeram para cuidar da Educação dos nossos alunos ao longo deste ano, com esta pandemia que nos assola”, ponderou Suzana.

PAE – O Programa de Aprendizagem Eficiente (PAE) tem como objetivo promover a melhoria da educação básica da rede municipal e, para isso, seu planejamento inclui diversas ações: a formação continuada de profissionais da educação; a promoção do ensino e da aprendizagem mediada por tecnologias digitais; o fortalecimento do trabalho das equipes multiprofissionais visando o suporte ao desenvolvimento humano e à aprendizagem eficiente; a informatização dos processos administrativos e escolares da Seduct e da rede municipal de ensino; a melhoria contínua da infraestrutura e da conectividade da rede municipal priorizando as unidades mais carentes; e o desenvolvimento de parcerias com os diversos atores públicos e privados que dialogam com a educação, a fim de buscar soluções para os problemas educacionais diagnosticados no município. Saiba mais (AQUI).


Reportagem: Kamilla Uhl

45 visualizações