Profissionais das Salas de Recursos presentes no Seminário Setembro Verde

Eles apresentaram uma mostra das atividades adaptadas utilizadas com os alunos com necessidades educacionais especiais

Foto: Divulgação / Seduct


Profissionais das salas de recursos das unidades escolares da rede municipal de ensino participaram do Seminário Setembro Verde. Eles apresentaram uma mostra das atividades adaptadas, utilizadas com os alunos com necessidades educacionais especiais. O evento aconteceu no Teatro Municipal Trianon, nesta quarta-feira (29), com a presença da primeira-dama Tassiana Oliveira, e abordou o tema “Eliminando Barreiras para Potencializar a Inclusão”.

"Os profissionais apresentaram os materiais pedagógicos acessíveis aos alunos com necessidades educacionais especiais que são elaborados de acordo com a BNCC, de modo individualizado, para que aquele aluno, com uma dificuldade específica, possa superá-la e aprender o conteúdo curricular tanto quanto todos os demais. Estes materiais são confeccionados pelas professoras de sala de recursos que, com extrema dedicação, estudam, pesquisam e concretizam os conteúdos de uma forma lúdica e atrativa para que os alunos desejem cada vez mais aprender", afirmou a coordenadora do setor Multiprofissional da Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia, Adriana Lima.

De acordo com o secretário da pasta, Marcelo Feres, a rede atende 851 estudantes com necessidades educacionais especiais nas escolas e creches municipais. “A inclusão precisa ser a nossa linguagem. É preciso assegurar que todos os estudantes da nossa rede tenham seu processo de escolarização assegurados. Ninguém pode ficar pelo caminho, principalmente nesse período de pandemia”, afirmou o secretário.


A rede municipal de ensino dispõe de 32 salas de recursos com 503 estudantes, onde atuam 38 profissionais, que receberam várias formações neste ano, ministradas pela Coordenação Multiprofisssional. O setor oferece, ainda, capacitação aos demais profissionais da Educação, por meio do departamento de Educação Inclusiva, como por exemplo, os que atuam em turmas regulares, inspetores, etc.

Nesse período de pandemia, esses estudantes estão recebendo atividades de forma física (apostilas) e virtual, tanto do professor regular quanto do professor da Sala de Recursos.


Evento - O Seminário foi uma realização da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano e Social, em parceria com as Organizações da Sociedade Civil, como Educandário São José Operário, Associação de Pais de Pessoas Especiais (APAPE), Associação de Proteção e Orientação aos Excepcionais (APOE) e Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE).


Reportagem: Kamilla Uhl

18 visualizações