Programas Mais Ciência na Escola e de Apoio às Startups entregam termo de outorga


Nesta segunda-feira, 27, 14h, acontece a cerimônia de apresentação, boas-vindas e entrega dos termos de outorga aos participantes dos Programas Municipais “Viva a Ciência na Escola" e “Apoio a Startups- Startup Campos”. O evento vai ser realizado no auditório Cristina Bastos, do Instituto Federal Fluminense (IFF) e é voltado aos professores, alunos da rede municipal e empreendedores selecionados nos editais dos programas. Ao todo, serão entregues os termos de outorga dos 34 projetos do Mais Ciência na Escola e 10 projetos inovadores de Apoio a Startups. A coordenadora do Mais Ciência na Escola, Carla Salles, explica que os projetos envolvem um professor orientador e três alunos bolsistas, podendo ter alunos voluntários também. Carla disse ainda que foram inscritos projetos nas áreas de Ciências da Natureza, Matemática e Ciências Humanas. Agora, o próximo passo é colocar as ideias em prática e executar os projetos. “Os professores têm um planejamento de execução do projeto e vão seguir o cronograma das atividades. A partir do quarto mês vão apresentar um relatório parcial, receber a segunda parcela da taxa de bancada e a finalização acontece em dezembro, quando deverão apresentar o relatório final. E, como parte da atividade, eles têm que participar da Feira Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação, que acontece em outubro, durante a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. Nessa feira, os melhores projetos participam da Feira do Estado do Rio. Em 2019, dois projetos foram premiados no Estado, um ficou em primeiro lugar e outro em terceiro. Foi uma grande honra e mostrou que estamos no caminho certo”, disse Carla. Já a gerente de Articulação de Projetos da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct), Adriana Crespo, disse que, após a assinatura do termo de outorga, será iniciado o processo de incubação na Tec Incubadora, onde os selecionados serão acompanhados por profissionais. “Durante o Programa, o candidato receberá suporte técnico por meio de consultorias/mentorias, treinamentos, workshops e networking, direcionados em cinco eixos (Empreendedor, Mercado, Gestão, Capital e Tecnologia) visando à formação de empreendedores e negócios capazes de atuar no mercado de base tecnológica”, diz Adriana. A partir do 6º mês do Programa de Startup, os projetos que cumprirem os requisitos estabelecidos pela Tec Incubadora terão a obrigatoriedade de abrir o CNPJ e registrar a inscrição municipal do empreendimento no município de Campos. O programa visa apoiar a incubação de empresas na Tec Incubadora, parceira da (Seduct), com oferta de até 30 bolsas de desenvolvimento tecnológico no valor de R$ 1.100,00. Guilherme Caldas Pedra foi um dos selecionados. O projeto dele é o Medibem que é um sistema de monitoramento de comorbidades. Para Guilherme, estar entre os selecionados “é mais uma oportunidade e mais um degrau nessa longa escada para colocar uma empresa que trabalha no limite da tecnologia e conhecimento a favor da saúde das pessoas. Mas, com a Tec Incubadora e os projetos de fomento é como se essa escada tivesse um corrimão”, acredita Guilherme.

13 visualizações